17/09/2017 06h46

Para garantir segurança aos candidatos e fluidez no trânsito, será organizado um esquema especial com o trabalho integrado de todas as polícias

Redação

As provas do concurso para Investigador e Escrivão da Polícia Civil que serão realizadas neste domingo (17) de manhã e à tarde, terão um esquema especial de segurança ampliado, segundo divulgou o Governo de Mato Grosso do Sul.

São 28.522 candidatos que farão as provas. Em Dourados e Paranaíba, as provas aplicadas são para o cargo de delegado. O concurso da Polícia Civil é o maior em número de inscrições na história dos 40 anos de criação do Estado.

Com duração de 4 horas, a prova escrita será realizada nos municípios de Campo Grande, Dourados e Paranaíba. No período matutino, com início às 7h (horário de MS) farão as provas os candidatos inscritos para a função de Investigador de Polícia Judiciária. Em Campo Grande serão 10.420 candidatos que farão a prova escrita no prédio da Universidade Anhanguera Uniderp, na avenida Ceará, 333, vila Antônio Vendas.

No município de Dourados, 4.126 candidatos farão a prova no prédio do Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran) localizado na rua Balbina de Matos, 2121 Jardim Universitário. Já em Paranaíba 1934 candidatos estarão distribuídos em cinco locais de prova. São eles: EE Aracilda Correa da Costa (avenida Durval Rodrigues Lopes, 500); EE José Garcia Leal (praça da República, 225); EE Manoel Garcia Leal (rua Onze de Outubro, 900); EE Wladislau Garcia Gomes (rua 4 de julho, 1000) e no prédio da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) – avenida João Rodrigues de Melo, s/nº.

Os candidatos inscritos para a função de Escrivão de Polícia Judiciária farão as provas no período vespertino, com fechamento dos portões às 15 horas (horário de MS). Serão, 7869 candidatos em Campo Grande que farão a prova no prédio da Anhanguera Uniderp, 2969 candidatos no município de Dourados que farão a prova no prédio do Centro Universitário Unigran e 1204 candidatos no município de Paranaíba, que estarão distribuídos em três locais de prova. São eles: EE José Garcia Leal, EE Wladislau Garcia Gomes e Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems). Segundo a comissão organizadora do concurso, a diferença no quantitativo de vagas publicada anteriormente, deve-se ao cumprimento de ações judiciais.

Os candidatos devem se apresentar com 30 minutos de antecedência do fechamento dos portões, tendo em mãos documento de identificação com foto – preferencialmente o documento utilizado para inscrição – caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente. Os portões serão fechados pontualmente às 7h e às 15h (horário de Mato Grosso do Sul).

Para garantir segurança aos candidatos e fluidez no trânsito, será organizado um esquema especial com o trabalho integrado de todas as polícias. De acordo com o Delegado Geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Marcelo Vargas, o esquema de segurança contará ainda com efetivos do Garras, DERF, Denar e GOI, que estarão trabalhando, de forma integrada, no policiamento repressivo nos três municípios. “Tudo está sendo rigorosamente estudado e a Polícia estará em todos os locais para garantir segurança e tranquilidade aos candidatos durante todo período de aplicação das provas”, garante o delegado.

Segundo o secretário da SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização) Carlos Alberto de Assis, todo o processo está sendo conduzindo dentro da mais absoluta transparência, com responsabilidade e lisura. Cerca de 1584 profissionais, entre coordenadores, fiscais, interpretes de libras, fiscais transcritores, advogados, médicos e enfermeiros estarão trabalhando na estrutura, no dia da prova. Mais uma vez, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) estará disponibilizando aparelhos móvel, nos três municípios, durante todo período de aplicação das provas para analisar o fluxo de frequência de rádios, telefones celulares e pontos eletrônicos no entorno de 470 m² da região.

Seguindo o mesmo trâmite ocorrido nas provas para Delegado, representantes do Ministério Público Estadual, Controladoria Geral, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil e Procuradoria Geral do Estado foram convidados a participar do processo de aplicação das provas no domingo.

Foram recebidas 38.262 inscrições para oferta de 210 vagas sendo 30 para o cargo de Delegado, 100 para o cargo de investigador de Polícia Judiciária e 80 para o cargo de escrivão. Para possibilitar aos candidatos a concorrência em todos os cargos, o Governo disponibilizou antecipadamente em edital, todo o cronograma do certame.

Comentários