Especialista explica quais alimentos e hábitos devem ser adotados para evitar doenças cardiovasculares

Amanhã, 8, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Por isso, o Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM) publicou uma lista com alimentos que podem contribuir para o controle desta doença, que afeta 40% da população brasileira e é responsável por cerca de 300 mil mortes anuais no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Segundo a Dra. Ivia Fulguera, médica cardiologista do CEJAM, a manutenção da saúde cardiovascular requer três cuidados essenciais: monitoramento periódico da pressão arterial, alimentação com pouca gordura trans e saturada e atividade física.

Sendo assim, a especialista aponta alguns alimentos que podem contribuir com a saúde cardiovascular:

• A soja pode diminuir o nível de colesterol de LDL (colesterol ruim) já que é uma fonte importante de fitosterol e ácido linoleico;

Cebola, repolho e alface brancos podem ser substituídos pelos mesmos alimentos, porém na cor roxa, que contém antocianina, um corante natural e antioxidante que ajuda a evitar o colesterol alto;

Suco de uva natural, que também é uma ótima escolha pois tem resveratrol, pode aumentar o colesterol de HDL (colesterol bom);

• O chocolate contém antioxidantes e, se consumido com moderação, não aumenta o colesterol ruim;

• Não é necessário evitar comer ovos, consumir um por dia não aumentará o risco de doenças cardiovasculares.

E o mais importante, mesmo com o isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus, é fundamental manter acompanhamento médico.

Comentários