05/04/2014 08h39 – Atualizado em 05/04/2014 08h39

Coluna diária com os mais diversos tópicos políticos do Mato Grosso do Sul

Williams Araújo

INUSITADO

Em discurso na Assomasul, Jerson Domingos (PMDB) deu como certa a vitória de Delcídio Amaral (PT) nas eleições de outubro. Estranhamente, até pediu autorização do petista para aumentar o valor a que cada deputado tem direito nas chamadas emendas parlamentares. Atualmente esse valor é de R$ 800 mil, o que ele considera muito pouco.

Sua luta é para favorecer os outros, pois ele, como todos sabem, vai para o Tribunal de Contas até o fim deste ano.

CONTINUA

O deputado licenciado e atual secretário de Obras do Estado, Édson Giroto (PR), deverá ficar de fora da disputa por uma das oito vagas da Câmara Federal. Linha de frente do projeto MS Forte 2, lançado pelo governador no ano passado, ele deve atender os apelos do italiano e ficar até o final da gestão para concluir as obras lançadas.

Algumas obras prioritárias como a construção de dois presídios em Campo Grande e o Aquário do Pantanal precisam de uma maior atenção.

REPETECO

O tucano Reinaldo Azambuja voltou a falar ontem que a CPI da Petrobrás não vai afetar a aliança que ele constrói com o PT em Mato Grosso do Sul. Embora o bicho esteja pegando em Brasília, por aqui o clima é tranquilo e de muita transparência entre ambos. Quem pode mudar o rumo dessa história são somente as executivas nacionais dos dois partidos.

No entanto, se isso vier a acontecer, Reinaldo garante que vai para a disputa do Parque dos Poderes. Simples e direto.

PÉ NA ESTRADA

Com certo atraso devido à indefinição de sua candidatura, Simone Tebet (PMDB) começa segunda-feira sua peregrinação pelos municípios do Estado na busca por apoio ao seu projeto de chegar ao Senado da República.

Além de prefeitos e vereadores, lideranças partidárias e empresariais serão convidadas a se unir a essa sua cruzada para chegar ao Salão Azul do Congresso, onde seu pai, Ramez Tebet, se destacou e até foi presidente do Senado.

SUCESSO

Embora com grande espaço de sua sede, a Assomasul acabou ficando pequena para recepcionar tantos convidados na manhã de ontem. Numa parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, entregou 64 caminhões basculantes aos municípios, completando assim os 100% de equipamentos entregues no Estado.

Vale ressaltar que Mato Grosso do Sul foi o primeiro a entregar todos os equipamentos oriundos do PAC 2, programa do governo federal.

Comentários