Williams Araújo

INSOSSO

Não fosse pela boa iniciativa, o debate entre os candidatos ao governo de MS promovido pelo Portal de Notícias Midiamax e transmitido pela TV Guanandi e outros órgãos de imprensa, teria ficado devendo, e muito, aos telespectadores sobre seu conteúdo. Perdida, a mediadora Salete Lemos não conseguiu ser mais incisiva com os participantes, o que permitiu a eles respostas evasivas.

No entanto, nenhum deles pode reclamar depois que não teve espaço para semear suas ideias.

INDEFINIDO

Apesar de o candidato peemedebista Nelsinho Trad ter dito que apoia o nome de Marina Silva para cabeça de chapa do PSB à Presidência da República, a direção do seu partido diz que não é bem assim. O presidente regional, deputado Júnior Mochi, garante que o PMDB vai reunir a cúpula da legenda para decidir sobre isso tão logo os socialistas confirmem oficialmente o nome dela.

Apoio de verdade só depois que os ‘cabeças coroadas’ da sigla disserem sim.

CHUPADA

Criado à base de pão de queijo e queijo mineiro, o tucano Aécio Neves não dispensou o tereré durante sua visita ontem a Dourados. O calor durante a carreata contribuiu para a ingestão da refrescante bebida. O gesto, certamente, foi bem visto por quem ofertou ou viu o presidenciável experimentar uma das tradições sul-mato-grossenses.

Afora esse detalhe, Aécio acredita que a subida de Marina Silva na pesquisa não tem nada a ver com comoção.

FOI MAL

A presidente Dilma Rousseff (PT) não conseguiu se desvencilhar do emaranhado de perguntas feitas por William Bonner e Patrícia Poeta, no Jornal Nacional da última segunda-feira. Confusa, apelou para feitos de seu governo e, com isso, foi interrompida insistentemente pelos apresentadores, que exigiam mais rapidez nas respostas por causa do tempo.

A petista não conseguiu responder perguntas sobre o monte de corrupção infiltrada em seu governo.

DÚVIDA

Não se sabe até agora se o Jornal Nacional vai abrir espaço à candidata socialista Marina Silva após já ter entrevistado o candidato do PSB, Eduardo Campos, morto em acidente aéreo. Caso isso ocorra, os demais postulantes ao Planalto podem exigir que a Rede Globo conceda a eles nova entrevista para não ficarem no prejuízo.

Afinal, o noticioso global é a maior vitrine da televisão brasileira e pode ser decisivo nesse processo eleitoral.

Comentários