26/04/2014 09h39 – Atualizado em 26/04/2014 09h39

Coluna diária com os mais diversos tópicos políticos do Mato Grosso do Sul

Williams Araújo

FUGA

O destino dado à CPI da Saúde pode ser um dos motivos que levaram a presidência da Câmara de Vereadores a trocar as sessões itinerantes por audiências públicas. As críticas e cobranças aos já desgastados parlamentares sempre provocavam saia justa durante os trabalhos.

Até agora, porém, ninguém sabe ninguém viu aonde foi parar o que já foi investigado, se é que investigaram mesmo. Nesse caso, sair à francesa para longe do povo foi a alternativa escolhida pelos seus representantes.

OUTRO OLHAR

De falido e renegado até bem pouco tempo, o PTB começa a ser visto como a tábua de salvação na corrida pela sucessão ao Parque dos Poderes. Tudo porque há fortes empecilhos em coligação tida como certa até agora. Diante do impasse, a sigla começou a ser vista por outro ângulo e, por isso, capaz de preencher a lacuna prestes a ser aberta.

Entretanto, é bom esperar até que os caciques decidam o caminho a ser seguido. Por enquanto, cautela e caldo de galinha são o recomendado.

PROCURA-SE

Embora não seja para compor chapa e, sim, para colher subsídios e apoio ao seu projeto de governo, o PMDB deve discutir em encontro em Dourados o nome do vice que vai ajudar Nelsinho na corrida ao parque dos Poderes. A vontade do partido é escolher alguém de lá e, de preferência, um nome feminino. Já se falou, inclusive, no nome de Cecília Zauith, esposa do prefeito Murilo (PSB).

Pode estar aí a solução que os peemedebistas querem para ajudar seu candidato a conquistar a simpatia das mulheres.

ANTENA LIGADA

Depois dessa espetacular ação do Gaeco em cima dos poderes, Executivo e Legislativo da Capital, em assunto ainda mantido em sigilo, os vereadores estão preocupados em sentar com o prefeito e discutir nomes para compor o primeiro escalão. Eles sabem que não são somente intimações, mas quebra de sigilo telefônico, bancário e fiscal também estão em curso.

Diante de tamanha incerteza, o negócio é se expor o mínimo possível. Em campo minado, recomenda-se estudar bem aonde por o pé.

EIS ME AQUI

Nesse imbróglio todo de investigação, o único que se colocou inteiramente à disposição para depor foi o ex-prefeito Alcides Bernal (PP), que de tanto insistir conseguiu ser chamado. Imaginando que o fato tem a ver com a sua recente cassação, o progressista quer entrar no olho do furacão para ver o que tem dentro. Se for o que ele espera, quer ser o primeiro a soltar os rojões.

Aliás, os próximos dias serão de tensão em angústia para quem deve, e de uma espera interminável para os curiosos.

Comentários