03/07/2019 09h41

Batalhões de Aparecida do Taboado, Paranaíba e Três Lagoas trabalharam duro por mais de oito horas para extinguir as chamas, que começaram justamente na data em que se comemorou o Dia do Bombeiro

Gisele Berto

Um incêndio de grandes proporções em Aparecida do Taboado desafiou os quartéis do Corpo de Bombeiro da região na noite de ontem, 2 – justamente a data em que comemorou o Dia do Bombeiro.

A indústria Dânica Zipco, que fabrica produtos termoisolantes e coberturas metálicas para o setor da construção, começou a pegar fogo por volta das 21h da terça-feira. Quando os bombeiros locais receberam o primeiro pedido de socorro, às 21h30, o incêndio já tomava proporções gigantescas.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Aparecida do Taboado, major Ronei Jonilson Zattar de Almeida, a preocupação era isolar a área onde a empresa armazenava o pentano – um gás altamente inflamável, da mesma família do butano e do propano. O vento, que soprava contra a área isolada, ajudou a proteger a área.

Com 18 militares locais e uma viatura ABT (Auto-bomba tanque – caminhão para combate a incêndios), o comandante pediu apoio das cidades vizinhas – Três Lagoas e Paranaíba – para contenção das chamas.

Com os três ABTs e suporte de mais militares, o fogo levou oito horas para ser combatido. Foram usados cerca de 100 mil litros de água na operção. No início da manhã desta quarta-feira, 3, ainda era possível ver chamas no interior do prédio.

A Dânico de Aparecida do Taboado emprega cerca de 260 pessoas. Quando o incêndio começou a empresa foi evacuada e não houve feridos. A indústria tinha os laudos de vistoria em dia.

A perícia já começou o trabalho para identificar onde e por qual motivo as chamas começaram.

Foto: Divulgação Corpo de Bombeiros.

Comentários