17/07/2017 07h53

Sem Pablo, Guilherme Arana e Rodriguinho, Timão mostra paciência para virar depois de sair perdendo pela primeira vez no Brasileirão.

Da redação

Dois dias depois da “previsão” de Renato Gaúcho, o Corinthians tropeçou em casa no Atlético-PR e fez os rivais festejarem. Se o resultado não agradou aos mais de 40 mil alvinegros presentes em Itaquera, dentro de campo o Timão fez uma boa atuação e só não venceu graças a um chute de Otávio que Balbuena desviou. Não há motivo para preocupação.

Vale lembrar que o Corinthians foi a campo sem três jogadores muito importantes. Pablo e Guilherme Arana fizeram falta ao lado esquerdo da defesa. Por lá, Jonathan armou um carnaval e marcou um golaço, abrindo o placar aos 37 minutos da etapa inicial. Datalhe: foi a primeira vez que a equipe de Fábio Carille saiu perdendo desde o início do Brasileirão.

O Timão também sentiu a ausência de Rodriguinho. Sem o meia para encostar na área e virar mais um atacante, o Atlético-PR conseguiu fechar muito bem a entrada da área. Entrou em ação, então, a paciência. O Corinthians passou a tocar a bola incansavelmente à procura de espaço. E achou quando Moisés cruzou forte, e Jô empatou na segunda trave.

Ninguém no torneio, aliás, sabe pensar o jogo tão bem quanto o Corinthians. Os movimentos ensaiados à exaustão nos treinamentos trazem benefícios nítidos nos jogos. O segundo gol surgiu igualmente ao primeiro, com passes e movimentação entre as linhas de marcação. Maycon cruzou pelo lado esquerdo da área, e Jô virou.

O Corinthians tirou o pé depois disso? Recuou demais? Não. Fagner perdeu ótima oportunidade para fazer o terceiro e acabar com o jogo. Mas não marcou. E o Furacão, que também fazia uma boa atuação, mostrou qualidade para subir mais algumas posições na classificação.

O gol de Otávio, em chute da intermediária que Balbuena desviou, foi uma casualidade. O Corinthians não cometeu nenhuma grande falha defensiva para sofrer o empate. No máximo, alguém poderia ter tentado bloquear o volante antes da finalização. O Timão ainda criou mais duas grandes chances, mas Jô e Pedrinho não conseguiram vencer Weverton.

A diferença para o Grêmio pode cair para oito pontos no complemento da rodada neste domingo. Os impressionantes 85,7% de aproveitamento dão muita tranquilidade para o Corinthians ser o grande favorito ao título nacional. Como Carille disse em entrevista após jogo, a preocupação virá quando o Corinthians não jogar bem. E isso ainda não aconteceu.

(*) Informações com Globoesporte.com.

 Foi a primeira vez que a equipe de Fábio Carille saiu perdendo desde o início do Brasileirão. (Foto: Marcos Ribolli)

Comentários