Em quatro dias, 64,4 mil pessoas (média de 16 mil por dia) foram abordadas pelas equipes, aumento de 20% se comparado aos 54 mil registrada no Dia do Trabalhador

A Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) registrou aumento no fluxo de pessoas durante o feriado prolongado de Corpus Christi. Em quatro dias, 64,4 mil pessoas (média de 16 mil por dia) foram abordadas pelas equipes, aumento de 20% se comparado aos 54 mil registrada no Dia do Trabalhador.

Conforme os dados da comissão, o movimento durante os feriados prolongados só vem aumentando, indicando que a população não tem cumprido as recomendações feitas pelas autoridades de saúde e de segurança pública. Os registros mostram que no feriado de Tiradentes – 49,9 mil pessoas foram abordadas – desde então, os números foram crescendo para 52,8 mil na Semana Santa; 54 mil no Dia do Trabalhador e 64,4 mil no Corpus Christi. O crescimento foi de 29% no fluxo em comparação entre abril e junho deste ano.

Para o presidente da Comissão de Controle Sanitário (CCS-MS), Coronel do Corpo de Bombeiros Militar Hugo Djan, o balanço das barreiras sanitárias é positivo. “A nossa preocupação é sempre estar melhorando o atendimento e que fazer com que as pessoas se sintam acolhidas pelas barreiras sanitárias. Mas nós queremos que população também tenha conscientização, a redução do contágio só ocorre se tiver o isolamento social”.

Desde o início das operações, (30 de março – Aeroporto Internacional de Campo Grande, e 1º de abril – barreiras terrestres), as equipes já abordaram mais de um milhão de pessoas em mais 540 mil meios de transportes – de aviões à veículos de tração animal. E registram 136 casos suspeitos de Covid-19 e nenhum caso confirmado.

No Estado, a preocupação é com quem retorna ou está de passagem vindo do Estado de São Paulo, a fiscalização tem sido rigorosa nos municípios onde há barreiras instaladas. As cidades de Bataguassu, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Anaurilândia, Três Lagoas e Selvíria divisa com São Paulo registram 711.179 mil pessoas abordadas, somente neste domingo (14.6).

O Aeroporto Internacional de Campo Grande – outra porta de entrada no Estado, registra 9.131 mil abordagens desde o início das operações, com 85 aeronaves fiscalizadas pelas equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Vigilância Sanitária e da Infraero.

Rodson Lima, Sejusp
Foto: Chico Ribeiro

Comentários