18/10/2017 12h53

Ação de busca ativa e levantamento de dados da realidade social das famílias será no Residencial Montanini, no sábado (21), das 14h às 17h.

Da Redação / Secom Três Lagoas

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da equipe do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Amélia Jorge de Oliveira, unidade da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), promoverá ação de busca ativa de mapeamento socioterritorial, no Residencial Montanini, no sábado (21), das 14h às 17h.

A ação tem como objetivo “o levantamento de dados e preenchimento do instrumental do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Serviço PAIF), no que se refere aos moradores do Residencial Montanini, que é uma das áreas de abrangência dos serviços sociais do CRAS Amélia Jorge de Oliveira”, explicou a diretora de Proteção Social Básica da SAS, Mel Nunes dos Santos.

A busca ativa em determinado bairro ou conjunto residencial urbano tem essa finalidade, ou seja, “identificar as situações de vulnerabilidade e risco social das famílias, ampliando o conhecimento e a compreensão da realidade social, para além dos estudos e estatísticas, bem como contribuir para o conhecimento da dinâmica cotidiana das populações que ali residem”, ressaltou a diretora da SAS.

Para a melhoria da qualidade dos serviços sociais que queremos prestar à população, “é muito importante conhecer a realidade vivenciada pela família, sua cultura e valores, as relações que estabelecem no território e fora dele”, comentou Mel Nunes.

“Com essas informações e proximidade com as famílias, a equipe do CRAS poderá alcançar as pessoas que estão “invisíveis”, que até o momento ainda não foram inseridas nas ações socioassistenciais da rede de proteção social nesse território urbano, traçando assim o perfil socioeconômico da população”, completou a diretora de Proteção Social Básica da SAS.

RESIDENCIAL MONTANINI

O Residencial Montanini é um dos 149 loteamentos urbanos, localizado no extremo da região noroeste da cidade de Três Lagoas, mais especificamente, no lado esquerdo da BR-158, na saída para os ranchos do Rio Sucuriú e Selvíria.
Segundo levantamento prévio da SAS, este loteamento possui 24 ruas traçadas, 200 casas já construídas, um mercado, uma loja de conveniências e um prédio vazio de grande porte, onde funcionará em breve um comércio de material de construção.

Ação de busca ativa e levantamento de dados da realidade social das famílias será no Residencial Montanini, no sábado (21), das 14h às 17h. (Foto: Secom Três Lagoas)

Comentários