14/10/2017 07h41

Armamento pertence a um 2º SGT do Corpo de Bombeiros Militar, marido da cuidadora. O garoto de 6 anos não corre risco de morte

Redação

Um menino de 6 anos se feriu com uma arma que estava dentro de uma gaveta dentro do guarda-roupas da residência da cuidadora no Bairro Nova Campo Grande, em Campo Grande, na manhã de ontem (13). O armamento pertence ao 2º SGT do Corpo de Bombeiros Militar, marido da mulher que cuida do garoto.

A assessoria do Corpo de Bombeiros informou que vai abrir um processo investigativo da própria corporação sobre o procedimento adotado pelo militar em relação ao armazenamento da arma.
Segundo o registro policial, os pais da criança deixaram o menino por volta das 6h30 (de MS) com a cuidadora e foram trabalhar. A mulher mora no mesmo terreno da residência da família. Pouco tempo depois recebeu uma ligação informando sobre o acidente do filho com disparo de arma de fogo.

O menino contou à polícia que encontrou a arma dentro de uma gaveta no guarda-roupas do casal e foi até a cozinha quando a arma disparou. O tiro atingiu o dedo médio da mão esquerda e ficou alojado na parede.
A vítima foi encaminhada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Vila Almeida onde foi realizado o primeiro atendimento e, em seguida, ao pronto-socorro da Santa Casa. O bombeiro, dono da arma também apresentou o armamento, as munições e a documentação.

De acordo com a equipe médica do hospital, o menino a bala atingiu o dedo médio na altura da segunda falange causando perda de tecido e exposição óssea, mas não corre risco de morte. O tempo todo, a vítima permaneceu consciente e orientado.

O dono do armamento se apresentou na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro com armamento e documentação e a cuidadora se colocou à disposição da polícia. O caso foi registrado como omissão de cautela.

(*) G1.Com

Residência onde mora menino de 6 anos ferido por disparo de arma de fogo (Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena)

Comentários