07/04/2014 17h22 – Atualizado em 07/04/2014 17h22

Todos estão convidados para Sentir a Arte e Viver a Cultura. Este é o tema do Festival América do Sul, que este ano vai completar sua 11ª edição reunindo grandes shows musicais, apresentações de dança, teatro, artes plásticas, cinema, literatura, artesanato, além de palestras e debates

Da Redação

Todos estão convidados para Sentir a Arte e Viver a Cultura. Este é o tema do Festival América do Sul, que este ano vai completar sua 11ª edição reunindo grandes shows musicais, apresentações de dança, teatro, artes plásticas, cinema, literatura, artesanato, além de palestras e debates.

O Festival acontecerá de 30 de abril a 4 de maio na cidade de Corumbá, movimentando a arte e a cultura do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A programação promete movimentar a cultura e transformar Corumbá no centro cultural da América do Sul. A literatura e a música recebem atenção especial nas homenagens feitas ao escritor modernista nascido em Corumbá, Lobival Barros de Matos; ao poeta argentino Horácio Ferrer e ao compositor, instrumentista e intérprete sul-mato-grossense, Aurélio Miranda.

O palco principal dos shows musicais vai receber grandes nomes da música nacional e internacional. Neste espaço os sons de Erasmo Carlos, Fundo de Quintal, Paulinho da Viola, Maria Gadu e Afroreggae vão se misturar e prometem contagiar o público que for prestigiar os grandes shows do Festival.

ATRAÇÕES CULTURAIS

Entre as atrações culturais, o 11º Festival América do Sul vai trazer apresentações de dança com os grupos: Cia de Danças Profanação, Cia Cisne Negro, Dançurbana e Cia do Mato. Brasil, Paraguai, Bolivia e Argentina se misturam com as apresentações de teatro, literatura e o tão famoso Sarau, em que informações, bate-papo e música se confundem. Este ano a “sinfonia” será com a Cia Ódoborogodó, com Roberta Valente, que vai contar a história do Chorinho e ainda a música da América do Sul contada por Paulinho Moska. O cinema vai contemplar a Mostra Sul-Americana de Cinema e a Mostra Brasil de Cinema.

ARTES PLÁSTICAS

As exposições de artes plásticas vão contar os Sabores da América reunindo 24 artistas sul-americanos para apresentar sua arte em pratos personalizados, pinturas em cerâmicas feitas exclusivamente para o Festival América do Sul.

Os artistas Priscila Modori e Victor Marcello, do Rio de Janeiro, vão mostrar toda sua arte na exposição Nosotros – América Latina jovem, urbana e contemporânea. A artista corumbaense Marlene Mourão, conhecida na cidade como Peninha, vai trazer e contar a história da Cidade Branca com a exposição: Corumbá – o Pantanal e sua gente que aí permeiam.

O Festival América do Sul deste ano, assim como nas outras edições, vai reunir no pavilhão das Artes uma mistura de sotaques e idiomas na Mostra Internacional dos Países, agrupando artistas de dez países diferentes. O Festival ainda vai contar com oficinas de percussão, dança, mamulengo, entre tantas outras atrações que prometem encantar o público.

Para que o público saiba os horários e locais das apresentações de todas as atrações que irão passar pelos palcos, tendas e espaços destinados à arte e cultura, em breve o programa completo estará disponível no site do 11º Festival América do Sul no endereço eletrônico http://www.festivalamericadosul.com.br/.

O Festival é uma realização do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Prefeitura de Corumbá e do Instituto Moinho Cultural. Tem curadoria compartilhada com o Instituto Cervantes de São Paulo e patrocínio da Vale, Sebrae, Andorinha, Banco do Brasil, Petrobras, Sesc e governo federal.

(*)Com informação de Noticias MS

O Festival acontecerá de 30 de abril a 4 de maio na cidade de Corumbá, movimentando a arte e a cultura do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela (Foto: Noticias MS)

Comentários