29/03/2016 11h25 – Atualizado em 29/03/2016 11h25

A Programação Pactuada e Integrada (PPI) é repassada aos municípios desde 2008

Assessoria

O Deputado Estadual Angelo Guerreiro recorreu ao Secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, em indicação apresentada em sessão plenária, para que junto ao Governo do Estado estudem a possibilidade de reajuste da PPI – Programação Pactuada e Integrada. Criada em 2008, o valor da PPI nunca passou por reajuste e o parlamentar entende que as necessidades dos municípios mudaram e aumentaram.

A PPI é um instrumento essencial de reorganização do modelo de atenção e da gestão do SUS, que envolve as atividades de assistência ambulatorial e hospitalar, de vigilância sanitária, de epidemiologia e controle de doenças (atividades da atenção básica). Essa programação traduz as responsabilidades de cada município com a garantia de acesso da população aos serviços de saúde, quer pela oferta existente no próprio município, quer pelo encaminhamento a outros municípios, sempre por intermédio de relações entre gestores municipais, mediadas pelo gestor estadual.

“A população cresceu e, consequentemente, os problemas também. Na saúde não é diferente. A população espera melhoras e nós precisamos encontrar meios para amenizar tais dificuldades, afinal, saúde é prioridade”, finalizou o Deputado Estadual.

(*) Assessoria de Imprensa do Deputado Angelo Guerreiro

Para Guerreiro, a população espera melhorias e meios para amenizar tais dificuldades, porque saúde é prioridade. (Foto: Assessoria)

Comentários