08/04/2015 09h10 – Atualizado em 08/04/2015 09h10

Para o senador, presença de ministros na CAE mostra

disposição do governo em negociar ajustes na economia

Assessoria

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), senador Delcídio do Amaral (PT-MS), acredita que a participação de vários integrantes do primeiro escalão da administração da presidente Dilma Roussef nas audiências públicas promovidas pela CAE demonstra a disposição do governo em negociar alterações nas Medidas Provisórias e no pacote de ajuste fiscal baixado no início do ano, para reduzir os gastos públicos e incentivar a economia.

“Com a presença dos ministros Carlos Gabas (Previdência) e Manoel Dias (Trabalho), nós fechamos hoje um ciclo iniciado em 13 de março, quando aqui esteve o ministro Nelson Barbosa (Planejamento) , teve continuidade com a visita do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, e contou também com a presença do ministro Joaquim Levy (Fazenda), na semana passada. Todos vieram de livre e espontânea vontade, sem qualquer tipo de convocação, debater com os senadores as medidas de contenção de gastos adotadas pelo governo”, lembrou Delcídio.

“E , nesses encontros, ficou claro o desprendimento e a disposição da presidente Dilma em negociar com o Congresso ajustes que permitam aprimorar as medidas, atingir os objetivos propostos e fazer o Brasil voltar a crescer, sem prejudicar , especialmente, as camadas menos favorecidas da população”, afirmou o senador no final da audiência pública desta terça-feira (7), quando foram debatidas as Medidas Provisórias 664 e 665 , que, segundo os ministros Gabas e Dias, têm o objetivo de proteger os sistemas previdenciário e trabalhista, corrigir distorções e evitar dificuldades futuras para a economia.

BNDES E PETROBRAS

De acordo com o senador, na semana que vem a CAE entra em nova fase.
“Na terça-feira (14 de abril) vamos abrir os trabalhos sabatinando, como determina a Lei, os indicados para a diretoria do Banco Central – Tony Volpon, da área de Assuntos Internacionais, e Otávio Ribeiro Damaso, proposto para a Diretoria de Regulação. Em seguida, faremos uma audiência pública com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, que falará sobre os planos do banco para incentivar a economia”, informou.

“Já na quarta-feira (15) estará conosco o presidente da Petrobras, Aldemir Bendini. Vamos debater os investimentos da empresa nos próximos anos, entre outros temas”, adiantou o senador Delcídio.

*Assessoria do senador Delcídio do Amaral

Reunião da CAE, presidida pelo senador Delcídio do Amaral. (Foto:Divulgação/Assessoria)

Comentários