25/08/2014 15h19 – Atualizado em 25/08/2014 15h19

O candidato afirmou ainda que é preciso ter um plano de carreira e oferecer cursos de especialização no brasil e no exterior

Da Redação

O candidato ao governo do estado pela Coligação Mato Grosso do Sul com a Força de Todos, Delcídio do Amaral, se reuniu neste final de semana com policiais civis na sede do sindicato da categoria, em Campo Grande. No encontro, o presidente do Simpol, Alexandre Barbosa da Silva, entregou ao candidato um documento com reivindicações da categoria, onde pede não só o aumento dos salários, a contratação de novos servidores e a melhoria das condições de trabalho, mas também a redução dos desvios de função e providências que minimizem os riscos enfrentados diariamente pela corporação.

QUALIFICAÇÃO

Delcídio vai investir em qualificação, equipamentos e melhores condições de trabalho para os integrantes das forças de segurança. “Precisamos ter ousadia na gestão, através da qualificação dos nossos policiais civis e militares, e também na compra de equipamentos modernos, para que elas funcionem como deseja a população. Temos que fazer novos concursos públicos e reconhecer os que já foram realizados. Na administração do ex-governador Zeca do PT Mato Grosso do Sul era o quinto na lista dos estados que melhor pagavam os seus policiais e hoje está no vigésimo sexto lugar”, afirmou.

O candidato disse ainda que “temos que ter um plano de carreira e oferecer cursos de especialização no Brasil e no exterior. Essas são práticas que evitam o chamado “bico” e incentivam o policial a prestar serviços cada vez melhores à comunidade. Como governador, eu vou criar um programa de qualificação que proporcione a ida dos PMs e policiais civis a países da Europa e aos Estados Unidos para que eles aprendam as técnicas mais modernas do mundo. Outra coisa importante: vamos separar justiça de segurança pública. A Secretaria de Segurança Pública e a Secretaria de Justiça serão comandadas por pessoas que conhecem as respectivas áreas, sem interferência política”, garantiu.

FIM DAS PENAS EM DELEGACIAS

O candidato não quer que detentos cumpram pena nas delegacias. “Vamos construir novas unidades penais e acabar com delegacias que viraram presídios. A Polícia Civil é cidadã. Tem que fazer um trabalho investigativo. Como cobrar resultados a uma polícia que não tem instalações adequadas para funcionar? Não precisa ser um prédio luxuoso, mas tem que garantir dignidade aos policiais”, afirmou.

INCENTIVO NA FRONTEIRA

Delcídio oferecerá incentivos para os policiais lotados na fronteira. “Os policiais civis e militares que atuam nas cidades próximas à Bolívia e ao Paraguai merecem tratamento diferenciado. Sou de Corumbá e sei bem da realidade difícil que eles enfrentam para combater o contrabando e o narcotráfico. Dar a eles um tratamento diferenciado é o mínimo que precisamos fazer”, disse. Participaram também do encontro o candidato ao Senado, Ricardo Ayache e o coordenador da campanha, Pedro Chaves.

(*) Com informações de Assessoria de Imprensa

Delcídio reunido com policiais civis. Garantia de investimentos em melhores salários, equipamentos e condições de trabalho (Foto: Divulgação/ AI)

Comentários