26.2 C
Três Lagoas
domingo, 26 de setembro, 2021
InícioNotíciasRegiãoDelegacia da PC de Bataguassu receberá o nome do ex-delegado Abílio Mazini

Delegacia da PC de Bataguassu receberá o nome do ex-delegado Abílio Mazini

O Projeto de Lei é de autoria do deputado estadual Eduardo Rocha que é uma forma de prestar homenagem ao então delegado que fez história na localidade, mas que infelizmente faleceu no ano passado, em 2020

O deputado estadual Eduardo Rocha apresentou um Projeto de Lei em que denomina Dr. Abílio Carlos Mazini, a delegacia de Polícia Civil do município de Bataguassu. O intuito é prestar uma homenagem ao então delegado que fez história na localidade, mas que infelizmente faleceu no ano passado, em 2020.

Dr. Abílio Carlos Mazini era delegado de polícia aposentado, que exerceu sua função em Bataguassu, iniciando sua carreira como escrivão na década de 1980.

Ele entrou para a Polícia Civil em 1984 e em 1985 foi lotado na delegacia de Bataguassu. Em 2000, passou no concurso para delegado, assumindo a delegacia do município por dois anos. Também exerceu a função de delegado de polícia em Nova Andradina e em Campo Grande, onde se aposentou em 2009.

O ex-delegado, Abílio Carlos Mazini iniciou a carreira como escrivão da Polícia Civil na década de 80, porém em dezembro de 2020 ele faleceu em decorrência de um câncer (Foto: Cenário MS)

Segundo o parlamentar Eduardo Rocha, a iniciativa merece ser apoiada, por representar o reconhecimento do trabalho de um valoroso policial, que desempenhou carreira ímpar no combate à criminalidade na Polícia Civil, com destaque para sua atuação em Bataguassu.

A ideia desta homenagem e então definido como Projeto de Lei, chegou até o deputado Eduardo Rocha, primeiro vice-presidente da ALEMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), por meio do vereador de Bataguassu, Cesar Martins, grande parceiro do parlamentar há anos.

Sendo assim, dada à importância do pedido e justificativa, rapidamente o parlamentar aceitou e determinou que fosse redigida esta proposição. Agora, o documento apresentado aguarda análises nas comissões competentes e então votação em plenário, para que em seguida seja enviado para executivo sancionar e então se tornar Lei, oficialmente.

Crédito: Mariana Anjos / Assessoria dep. Eduardo Rocha

Foto: ASCOM / ALEMS

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.