04/11/2015 12h13 – Atualizado em 04/11/2015 12h13

Delegada se afastou do trabalho por 60 dias. Ela pediu licença médica logo após um preso fugir pela porta da frente durante seu expediente.

Lucas Gustavo

A delegada Letícia Mobis retomou as atividades na Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), de Três Lagoas, nesta quarta-feira (4). Ela permaneceu afastada do trabalho durante 60 dias. Seu desligamento foi relativo às férias e licença médica. Nesse período, o delegado Thiago Passos da Silva, do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil esteve à frente da DAM.

Letícia pediu licença médica trabalhista logo após um preso fugir pela porta da frente da delegacia durante seu expediente. O homem havia sido detido em flagrante por agressão e usou um clipe para abrir a algema. O acusado se entregou à polícia 19 dias depois.

O delegado regional de Três Lagoas, Juvenal Laurentino Martins, informou à reportagem do Perfil News que Thiago Passos continuará a auxiliar Letícia na DAM por conta do grande fluxo de tarefas. Ainda durante entrevista, ele acrescentou que a Delegacia de Atendimento à mulher recebeu, provisoriamente, mais um escrivão.

‘’O delegado Thiago presta serviços no SIG, mas é adjunto na DAM; ele ainda permanece por lá em caráter eventual mesmo com o retorno de Letícia’’, esclareceu Juvenal.

Delegacia de Atendimento à Mulher, de Três Lagoas. (Foto: Lucas Gustavo/Arquivo/Perfil News).

Comentários