Antes de passar por cirurgia delegado gravou um vídeo dizendo que a namorada atirou nele e depois se matou; veja vídeo abaixo

O delegado de Polícia Civil de São Paulo (PCSP), Paulo Bilynskyj, está internado em estado grave após ter se envolvido em uma troca de tiros com a namorada, na manhã desta quarta-feira, 20. De acordo com a Polícia Militar, sua companheira foi encontrada morta com marcas de tiro no mesmo apartamento onde o policial foi socorrido.

A polícia civil acredita que uma briga de casal tenha acontecido entre os dois. Outras duas suspeitas levantadas por investigadores é a possibilidade de um feminicídio ou uma reação do policial a um ataque da mulher.

O apartamento fica no mesmo prédio em que reside o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, considerado a principal residência do petista.

A mulher foi identificada como Priscila Delgado de Barros, uma modelo que, segundo a polícia, tinha envolvimento com o delegado. De acordo com informações preliminares, o policial está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado estável.

Em um vídeo gravado por um colega no hospital, antes de ser submetido a uma cirurgia, ele afirmou: “Ontem, Priscila, minha namorada, viu uma mensagem de antes de ela ir para minha casa. Hoje de manhã, quando eu saí do banho, ela deu seis tiros em mim. Depois, um tiro nela mesma.”

vídeo postado no site portalcm7.com

Informações dos sites IstoÉ, UOL e CM7.

Comentários