08/02/2013 15h40 – Atualizado em 08/02/2013 15h40

A utilização indevida das áreas de APP é o grande tiro no pé que os Deputados Federais se autoaplicaram

Se não fossem as termelétricas esse ano, provavelmente o sistema elétrico já teria parado e o caos instalado. Então, seria importante que alguém explicasse isso aos Deputados Federais que aprovaram o Novo Código Florestal que continua sendo discutido

Antonio Carlos Garcia de Oliveira

A discussão sobre o novo Código Florestal é grande e já foi parar até no Supremo. Embalado pela ala de hortifrutigranjeiros do Congresso Nacional, os geniais deputados federais estão reduzindo tanto a área de Preservação Permanente (APP), bem como autorizando que reflorestamentos sejam realizados com matas que não sejam nativas.

A utilização indevida das áreas de APP é o grande tiro no pé que os Deputados Federais se autoaplicaram, visto que é realidade no Brasil todo, que tanto córregos como nascentes, varjões, etc, são áreas detestadas pelos fazendeiros tanto pecuaristas como agricultores e agora a ala dos hortifrutigranjeiristas também entrou nas paradas. Explico melhor. Normalmente não se preservam as tais áreas, quer porque o pasto tem gado demais, ou porque é necessário plantar mais. Tem exceções. É uma tese até bonita, mas bastante discutível.

Com o desaparecimento das áreas de preservação, marginais aos córregos, nascentes, varjões, etc., os proprietários rurais vem assassinando as veias que fazem correr o sangue para as grandes artérias que são os rios. Com o nefasto procedimento autorizado pelos nobres Deputados Federais da ala “pecuário-agrícola-hortifrutigranjeirista”, para redução das áreas de APP., já de longa data, o que se vê é que aquele córrego no fundo da fazenda que você tomava banho quando era criança e tinha 05 metros de profundidade e 15 de largura, hoje está seco ou no máximo é o fio de água, sem vida.

Esse fio de água que era um jorrante córrego não está mais a sustentar os grandes rios, passando o ser humano a contar somente com a mão de Deus para sustentar o sistema elétrico brasileiro, ou seja, hoje temos que contar somente com as chuvas para que barragens fiquem cheias de água e consigam produzir a energia necessária ao país. Parece que os Deputados Federais ainda não perceberam que estão prejudicando o país com as espetaculares ideias de redução de áreas de APP nas propriedades rurais.

Se não fossem as termelétricas esse ano, provavelmente o sistema elétrico já teria parado e o caos instalado. Então, seria importante que alguém explicasse isso aos Deputados Federais que aprovaram o Novo Código Florestal que continua sendo discutido, porque acreditamos muito no que afirma o Deputado Tiririca, de que após dois anos, ele não sabe o que faz o tal parlamentar.

Antonio Carlos Garcia de Oliveira

(Promotor de Justiça Ambiental)

Comentários