23/06/2015 08h51 – Atualizado em 23/06/2015 08h51

Só mesmo a política para produzir fatos tão inusitados quanto desprovidos de qualquer propósito. Essa história de Giroto (PR) achar que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) devesse hipotecar apoio à sua possível candidatura a prefeito da Capital soa mais como uma piada do que propriamente alguma coisa séria.
Ligado umbilicalmente ao ex-governador André Puccinelli (PMDB) – maior adversário do tucano – esse fato, por si só, já descarta qualquer aproximação nesse sentido.

CORTE

Quem não tiver ficha limpa e está atuando em cargo comissionado na prefeitura da Capital, vai ter que dar meia volta e sair à francesa antes que sua cabeça seja posta a prêmio. Essa é apenas uma das ações a serem colocadas em prática pelo prefeito Gilmar Olarte (PP) dentro dos próximos 30 dias.

Além de ser uma exigência do Ministério Público Estadual, a medida tem como maior objetivo o equilíbrio das finanças. Lançar obras e reajustar salários é tudo que o Chefe do Executivo mais quer e precisa.

ABANDONO

O processo migratório do PMDB para outras legendas, como o PSDB, por exemplo, é encarado com naturalidade pelo presidente do partido, Júnior Mochi. A resposta, segundo ele, para esse esvaziamento é a sigla se movimentar no sentido de trazer novas lideranças para serem somadas ao projeto peemedebista.
Voltar a comandar a prefeitura da Capital e de grande parte das cidades do Estado é a meta do grupo liderado pelo ex-governador André Puccinelli. Ele, inclusive, pode até ir para a disputa, embora descarte a ideia.

COALIZÃO (?)

Lideranças de partidos como PTdoB, PRB, PSC, PDT, PT, PSDB e PT participaram no fim de semana de um encontro para composição de um grupo político, com vistas às eleições de 2016 em Corguinho.
Presente ao encontro, a deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB) destacou a importância da construção de um grupo composto não só por líderes experientes, mas também por integrantes que nunca fizeram parte do processo político local, e que estão preocupados com o desenvolvimento da cidade.

REPAGINANDO

O PR prepara um mega-evento regional para os próximos dias para anunciar a adesão de novas lideranças em Mato Grosso do Sul. A estratégia é montar um grupo forte para disputar as eleições municipais do ano que vem tanto em Campo Grande quanto no interior.
Embora Giroto tenha assumido recentemente a direção regional do partido, a roupagem nova republicana tem o dedo do cardeal Londres Machado e de sua filha e deputada estadual Grazielle Machado.

Comentários