05/03/2018 14h50

A iniciativa tem como objetivo conscientizar sobre a importância da prevenção à doença

Redação

Reeducandos da Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas (PTL) e do Estabelecimento Penal de Paranaíba (EPPar) participaram, na semana passada, de palestras sobre o câncer de próstata, oferecidas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), em parceria com a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). A iniciativa teve como objetivo conscientizar sobre a importância da prevenção à doença.

Realizada através das Divisões de Saúde e Educação da Agepen, a palestra foi ministrada pelo médico urologista Nelson Trad Filho. Durante a apresentação, o especialista explanou sobre o que é a glândula masculina chamada próstata, como ela funciona e a quais problemas está sujeita, como a prostatite – uma inflamação causada devido à infecção por germes, e o temido câncer.

O urologista abordou quais exames necessários para detecção e a importância do diagnóstico precoce. “Pode acontecer em qualquer idade, mas, se o homem tem mais de 40 anos, mesmo que não sinta nada, deve procurar um médico para fazer a prevenção”, ressaltou.

Sobre a importância desse tipo de palestra nos presídios, o especialista afirmou que é uma parceria muito importante entre a Agepen e SES, de acordo com ele, as pessoas do sexo masculino precisam despertar para a necessidade de cuidar da saúde. “O benefício não é só para os encarcerados, mas também para os funcionários das unidades penais “, finalizou.

Segundo os diretores do EPPar e da PTL, André Aparecido França e Raul Augusto de Sá Ramalho, respectivamente, a palestra é uma forma de ampliar as ações de atenção à saúde do homem em situação de prisão, que, conforme os dirigentes, recebem acompanhamento médico e de enfermagem regulares.

De acordo com a diretora de Assistência Penitenciária da Agepen, Elaine Arima Xavier Castro, os trabalhos de orientação sobre a doença, em parceria com a SES, estão sendo realizados conforme programação da secretaria, abrangendo também as demais unidades prisionais do Estado.

(Foto: Divulgação)

Comentários