17/10/2013 07h39 – Atualizado em 17/10/2013 07h39

Dia do Empresário em Três Lagoas reforça papel dos sindicatos no fortalecimento da indústria

O evento foi realizado pela Assessoria Sindical da Fiems no auditório do Sebrae/MS no município

Da Redação

No âmbito do PDA (Programa de Desenvolvimento Associativo), a Fiems e a CNI, em parceria com os sindicatos industriais, promoveram, na noite de ontem (16/10), no auditório do Sebrae/MS em Três Lagoas, o Dia do Empresário da Indústria para estimular a troca de experiências e discussão de assuntos relevantes para o fortalecimento do setor industrial no município. Durante a abertura do evento, o diretor da Fiems, José Paulo Rímoli, ressaltou a importância de debater a participação dos empresários no sistema de representação da indústria, destacando que só assim o setor será mais forte e representativo.

“Por isso, é importante participar de maneira efetiva da vida sindical, pois só assim vamos fortalecer a imagem dos sindicatos e da Federação perante às empresas e à comunidade da região”, declarou José Paulo Rímoli. Já o diretor do Sinpacems (Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose de Mato Grosso do Sul) e o gerente da Fibria em Três Lagoas, Renato Ottoni, o encontro representou a oportunidade de estar junto a outros empresários e identificar os gargalos para trabalhar em favor do fortalecimento das empresas. “Existe uma carência, desde a mão de obra como também o fornecimento de bens e serviços, por isso devemos estabelecer parcerias e buscar avançar nessas questões”, destacou.

APRESENTAÇÕES

Com o tema “Liderança e Gestão de Pessoas: Como fazer a diferença?”, o consultor da CNI, Marcelo Lomelino, abordou o conceito de relações trabalhistas, as implicações de uma boa ou má gestão e o papel estratégico que a liderança pode assumir nesta relação ao adotar um processo contínuo de contratação e recontratação das expectativas. “Os ganhos de uma efetiva gestão de pessoas são representativos no atingimento de metas e na criação de uma cultura que privilegie as pessoas, garantindo a rentabilidade e perenidade da organização. O papel do líder é crucial nesta empreitada”, garantiu.

Marcelo Lomelino acrescenta que com as sucessivas reorganizações produzidas nas estruturas das empresas, os líderes passaram a acumular múltiplas responsabilidades, mas, na verdade, sua principal função é gerir pessoas. “Escolher o caminho para a gestão de pessoas requer pensar nos valores, pensar não só no negócio como também nas pessoas, além de ter um equilíbrio entre gestão e liderança, buscando o engajamento por um objetivo comum”, ponderou.

DESEMPENHO INDUSTRIAL

A programação contou ainda com a apresentação do desempenho industrial do Estado apresentado pelo coordenador da unidade de economia, estudos e pesquisas do Sistema Fiems, Ezequiel Martins. Ele destacou que a indústria está entre os setores econômicos de maior crescimento em Mato Grosso do Sul, sendo que a estimativa de crescimento do PIB industrial até 2014 é de R$13,6 bilhões. “Atualmente o número de indústria chega a 11.250 estabelecimentos e gera 138.141 empregos, sendo que a indústria que mais emprega é a da construção civil, seguida da indústria frigorifica e pelo setor sucroenergético”, detalhou.

Ezequiel Martins abordou ainda a questão dos incentivos fiscais prorrogados até 2028. “O Decreto nº 13.606, de 25 de abril de 2013, prorroga para até 31 de dezembro de 2028, observados os prazos, os procedimentos e as condições estabelecidos os benefícios e incentivos fiscais relativos ao ICMS”, afirmou. Ele apresentou também o PDR (Programa de Desenvolvimento Regional) em que a Fiems age como parceira, buscando atuar como um dos vetores para a melhoria do ambiente de negócios nos municípios sul-mato-grossenses.

SISTEMA FIEMS

No encontro, os participantes conheceram os papeis dos sindicatos industriais e do Sistema Fiems, que engloba Sesi, Senai e IEL. O gerente do Sesi de Três Lagoas, Cleber Pacheco, apresentou o portfólio de serviços e soluções para a indústria, principalmente para atender os aspectos legais com atendimento em saúde e segurança do trabalho. “O Sesi tem soluções em educação, saúde, esporte, cultura e cidadania sob medida para cada empresa, atendendo conforme a demanda de cada uma, oferecendo melhores ambientes de trabalho e, consequentemente, a produtividade na empresa”, destacou.

O técnico do Senai de Três Lagoas, Mauro Arantes, destacou que a entidade já realizou, este ano, 11.400 matrículas até o momento, nos mais variados cursos. Além disso, ele informou sobre a atuação na educação profissional e na realização de serviços técnicos e tecnológicos. “São ações destinadas à criação, inovação e melhoria dos processos e produtos”, falou.

EMPRESÁRIOS

O gerente da Metalfrio, Mário Natal Pignatari, destacou que o encontro promove uma troca de experiências e ideias. “Certamente, os problemas e alegrias dentro de uma empresa são comuns uns aos outros e essa integração permite uma aproximação não só com entre os empresários como com a Federação”, afirmou.

Já a empresária Glaucia Jaruche, da Feiscar, acredita que a força empresarial está na união da classe. “Somente dessa forma iremos conquistar resultados positivos e a Fiems tem nos apoiado nesse momento de progresso em Três Lagoas”, disse.

(*) Com informações de Assecom Fiems

Com o tema

Comentários