Comissão formada pela Regional Oeste, que compreende as sete Dioceses da Igreja Católica de MS, pretende “zelar para que crianças, adolescentes e adultos em situação de vulnerabilidade sejam preservados de quaisquer formas de abuso”

O Bispo da Diocese de Três Lagoas, Dom Luiz Gonçalves Knupp, utilizou as redes sociais para anunciar que a Diocese formou uma Comissão Regional que irá auxiliar no combate ao abuso sexual de menores e pessoas vulneráveis.

Além da Diocese de Três Lagoas, toda a Regional Oeste 1 (que compreende as sete Dioceses do Estado de Mato Grosso do Sul) faz parte dessa Comissão.

Em Carta Apostólica publicada em maio, o Papa solicita aos Bispos Diocesanos um ato de responsabilidade diante do clero, dos religiosos e religiosas e das lideranças leigas presentes e atuantes na Igreja que lhes é confiada, no combate ao abuso sexual. “A igreja tem tratado este tema com muita seriedade. Porém, mesmo com esta atitude, Ela vem sendo machucada e ferida por comportamentos de pessoas que agem de maneira diferente ao que nos pede o coração de Jesus, isso tem sido uma grande chaga. O fato de organizarmos esta comissão não quer dizer que temos casos, mas sim que temos a consciência da importância que é trabalhar esta conscientização não só dentro da Igreja, mas, em toda a nossa sociedade e chamar a atenção para a  proteção da Vida em sua totalidade”, disse Dom Luiz Gonçalves Knupp, Bispo da Diocese de Três Lagoas.

A Comissão Regional de Proteção de Vulneráveis terá regimento próprio, sendo um órgão colegiado, cujos membros são eleitos pelos Bispos do Regional Oeste 1 (as sete Dioceses que compõem o Estado de Mato Grosso do Sul), correspondente à Província Eclesiástica de Campo Grande e que, sob a presidência do Arcebispo Metropolitano, tem como finalidade principal zelar para que crianças, adolescentes e adultos em situação de vulnerabilidade, no âmbito das Dioceses que compõem o referido Regional, sejam preservados de quaisquer formas de abuso, sexual, físico, psicológico ou moral.

Como denunciar

Esta comissão pode ser acionada por qualquer pessoa da comunidade que queira fazer a denúncia de abuso sexual. Após esse contato, a comissão fará os devidos encaminhamentos junto aos órgãos competentes para que sejam tomadas as devidas providências. “Todo esse processo de comunicação será feito de forma sigilosa, acolhedora e com muito respeito, sem que a vítima, bem como seus familiares, reviva este momento doloroso. Sabemos que há vários meios, já conhecidos em todo o Brasil, que auxiliam no combate ao abuso sexual e queremos nos juntar a eles reforçando o combate e o enfrentamento a este mau”, disse o Roberto Rabelati, Chanceler da Cúria Diocesana.

As denúncias podem ser feitas na Comissão Regional, sediada na Rua Abílio Barbosa, nº 169, Bairro São Francisco, em Campo Grande. Em Três Lagoas, o contato pode ser feito na Cúria Diocesana (localizada na Rua Bom Jesus, nº 270, Centro, em Três Lagoas), ou, pelo telefone (67) 3521-3027 e o e-mail [email protected].

Decreto de Normas de Condutas

Aproveitando este importante momento, Dom Luiz também divulgou um decreto com Normas de Condutas que tem como objetivo evidenciar o compromisso em defender a vida em todas as suas fases de desenvolvimento, desde a concepção até a morte natural.

Confira o decreto de Normas de Condutas da Diocese de Três Lagoas na íntegra no endereço http://diocese3lagoas.com.br/newsite/?p=26899

Assista ao pronunciamento de Dom Luiz Gonçalves Knupp.

https://www.facebook.com/watch/live/?v=374189460226057&ref=watch_permalink
Comentários