27/01/2019 09h32

Crime ocorreu no início da tarde de ontem, após discussão

Redação

Márcio Mário Garcia de Souza, de 41 anos, foi executado com dois tiros no peito no início da noite de ontem, em Sidrolândia. Ele era diretor da Secretaria de Obras do Município. O crime ocorreu nas proximidades do hospital Elmiria Silvério Barbosa. O suspeito foi identificado como Anísio Medeiros Pereira, de 56 anos.

De acordo com o boletim de ocorrência, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas Márcio não resistiu e morreu no local. Ele estava com um galão de combustível na mão e supostamente iria atear fogo no caminhão de Anísio, já que ambos haviam se desentendido momentos antes, em uma lanchonete na região.

Segundo informações do site Sidrolândia News, Márcio e Anísio se encontraram na lanchonete onde discutiram na saída do banheiro, com ofensas pessoais. Na ocasião, Anísio teria alegado que não atiraram no rival naquele local, em respeito às pessoas que ali estavam. Márcio, por sua vez, disse que buscaria algo para acertar as contas.

A suspeita é de que a vítima foi buscar o galão para queimar o caminhão de Anísio, que estava estacionado na Rua Prefeito Jaime Barbosa. Anísio, por sua vez, o baleou e até o momento, não há informações se foi preso. Márcio era casado e deixa dois filhos, de oito e 18 anos.

*Do Correio do Estado

Local onde o crime ocorreu ontem. - Foto: José Pereira/Sidrolândia News

Comentários