30/10/2015 15h22 – Atualizado em 30/10/2015 15h22

Diretores da Fiems conhecem EcoSesi em Bonito e destacam Programa Senai de Ecoeficiência

Durante reunião realizada nesta sexta-feira (30/10) em Bonito (MS), os diretores do Sistema Fiems conheceram detalhadamente as instalações do EcoSesi Observatório Socioambiental

Assessoria

EcoSesi Observatório Socioambiental localizado na Estrada do Aquário Natural foi desenvolvido especialmente para servir como centro de informação sobre temas voltados ao meio-ambiente e aos projetos de gestão ambiental.

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, ressaltou que o PSE (Programa Senai de Ecoeficiência), que amplia o percentual do incentivo fiscal concedido pelo Governo do Estado, promove melhoria dos aspectos de sustentabilidade ambiental no setor industrial do Estado. “O Programa está promovendo benefícios não apenas quanto aos indicadores ambientais como também no que diz respeito à qualidade do processo produtivo e à manutenção de equipamentos”, declarou.

Ele acrescenta que 17 indústrias já receberam o Selo Ambiental do Senai, que classifica a eficiência do sistema de gestão ambiental das indústrias que tiveram os incentivos fiscais prorrogados até 2028 e permite a ampliação, em até 5%, do percentual do benefício já concedido desde que haja efetividade do plano técnico de sustentabilidade ambiental das empresas.

Já receberam o Selo Ambiental do Senai as indústrias Odebrecht Agroindustrial Unidade Costa Rica, Odebrecht Agroindustrial Unidade Eldorado, Copasul Fiação de Algodão, Central Energética Vicentina, Alcoolvale SA Álcool e Açúcar, Bunge Alimentos, Metalfrio Solutions, Monteverde, Santa Luzia, Energética Santa Helena, Inflex, International Paper, Vetorial, Usina Sonora, Metap Repram, Semalo e Coca-Cola.

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, destacou que, adotando medidas responsáveis e ecológicas, as empresas ganham benefícios mediante a efetividade do plano técnico de sustentabilidade ambiental. “Após o diagnóstico realizado dentro das empresas constatar o grau de maturidade quanto à gestão ambiental, as empresas vão ao EcoSesi para um momento de reflexão e avaliação das metas a serem alcançadas para a manutenção do selo”, afirmou, reforçando que a execução do PSE conta com a parceria do Sesi por meio do EcoSesi Observatório Socioambiental.

Para o diretor da Fiems e presidente do Sindigraf/MS (Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado de Mato Grosso do Sul), Julião Gaúna, o espaço demonstra a preocupação do Sistema Indústria com a preservação do meio-ambiente e que também impacta na competitividade da indústria. “Essa iniciativa tem muito a acrescentar para as empresas e, com certeza, vamos expandir essas informações para os nossos associados e mostrar a sua importância”, falou.

O 1º vice-presidente regional da Fiems, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, disse que o EcoSesi é o lugar que mais pode representar a força de turismo, do desenvolvimento sustentável e da necessidade que se tem de respeitar o meio ambiente. “Esse espaço tem um lugar especial dentro da Fiems porque, quando se tem uma visão futura, se pensa em projetar algo, isso tem que ser acompanhado com projetos bem elaboradas com vistas ao meio ambiente local”, comentou.

Na avaliação do presidente do Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Tecelagem, Vestuário e Fiação de Mato Grosso do Sul), José Francisco Veloso Ribeiro, o local é um espaço em que empresários e gerentes das empresas podem obter a imersão para um momento de reflexão para ampliar o trabalho e fortalecer a empresa nessa questão ambiental. “É um ambiente em que não só a prática da questão socioambiental da empresa é praticada com vantagem sustentável, mas que também oferece ganhos financeiros”, disse.

O presidente do Sindimad/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Móveis em Geral, Marcenarias, Carpintarias, Serrarias, Tanoarias, Madeiras Compensadas e Laminadas, Aglomerados e Chapas de Fibras de Madeiras, de Cortinados e Estofados de Mato Grosso do Sul), Juarez Falcão, também visitou o EcoSesi. “É a transformação de um sonho em realidade. O trabalho desenvolvido nesse local só vem para somar com a eficiência ambiental das empresas”, pontuou.

(*) Assessoria Fiems

Transformação de um sonho em realidade. O trabalho desenvolvido nesse local só vem para somar com a eficiência ambiental das empresas (Foto:Assessoria)

Comentários