03/04/2018 14h29

Ao todo, são 54 cidades do estado podem ter acesso ao serviço. Antes, a comunicação era gratuita pelo Detran. Agora, será necessário pagar uma taxa de R$ 39,15 no cartório

Redação

Campo Grande possui uma nova alternativa para motoristas comunicarem a compra e venda de um veículo. Além do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), é possível fazer este serviço direto nos cartórios. A regra passa a ser válida a partir deste mês de abril e é realizada por meio de comunicação eletrônica.

Em outras cidades do estado, cartórios também estão atendendo. A procura por enquanto, conforme apurou a reportagem, é baixa. Até o momento, quatro pessoas fizeram a comunicação eletrônica.

Ao todo, são 54 cidades de Mato Grosso do Sul podem ter acesso ao serviço. Antes, a comunicação era gratuita pelo Detran. Agora, será necessário pagar uma taxa de R$ 39,15 para quem optar em ir ao cartório.

O cartorário Elder Dutra explica que, no Detran, existia uma taxa de R$ 12 para cópia autenticada. “É o preço da comodidade, agilidade e algo mais”, explicou. O presidente do Detran-MS, Roberto Hashioka, também ressalta que esta comunicação de transferência do carro é obrigatória e deve ser feita em até 30 dias pelo vendedor, sendo essencial para evitar novas infrações de trânsito em nome do antigo proprietário.

O gerente de uma loja de veículos, Willian Morelli, comentou que a loja em que trabalha vende, em média, 15 carros ao mês. “Nós contamos com o trabalho de um despachante para fazer esta comunicação de transferência. Esta mudança deve nos dar mais agilidade. O preço, porém, é salgado. Vamos analisar cada caso e até podemos dividir a despesa com o cliente”, avaliou.

*G1

Comentários