10/11/2006 15h39 – Atualizado em 10/11/2006 15h39

Terra

O atacante Dodô manifestou, nesta sexta-feira, seu desejo de retornar ao futebol brasileiro. Três meses e meio depois de trocar o Botafogo pelo Al-Ain, dos Emirados Árabes Unidos, ele avisou que gostaria de voltar ao Brasil por causa da gravidez de sua mulher. “As coisas estão bem aqui, mas minha esposa ficou grávida. A gente quer ter esse filho no Brasil e isso pode influenciar uma volta minha no dia 30 de janeiro, quando termina meu contrato”, afirmou o jogador à Rádio Brasil, descartando problemas de adaptação no mundo árabe. Dodô afirmou que ainda não iniciou contato com qualquer clube para a próxima temporada. “Não tem nada de concreto com nenhum time. É claro que, se eu voltar, vou procurar conversar com quem estiver interessado”, acrescentou. O atacante fez questão de deixar claro que o desentendimento com o ex-presidente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, ficou para trás. Criticado pelo dirigente na sua saída, ele o elogiou e não descartou retornar ao clube de General Severiano. “O Montenegro é uma pessoa muito emotiva. Ele foi o responsável direto pela minha volta para o Botafogo e sabe que eu cumpri o que estava no contrato. Ele é como se fosse um paizão meu”, disse Dodô. “É claro que fiquei chateado em deixar o Botafogo, como ele e outras pessoas também ficaram. O casamento sempre foi muito bom, mas não poderia deixar passar uma proposta dessas com 32 anos”, concluiu o atleta. Desde a saída de Dodô, Reinaldo passou a atuar mais como homem de referência e deslanchou e o ultrapassou na artilharia alvinegra, com 11 gols. No entanto, boa parte da torcida gostaria de ver uma dupla formada pelos dois jogadores.

Comentários