11/04/2015 09h15 – Atualizado em 11/04/2015 09h15

Afirmação é do ministro da Fazenda, enaltecendo as deliberações do Conselho Monetário Nacional, creditadas pelas avaliações internacionais

Da Redação

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse na sexta-feira (10) que a história econômica do Brasil, nos últimos 50 anos, em grande parte foi moldada pelas deliberações do Conselho Monetário Nacional (CMN) e a influência mais intensa se deu no desenvolvimento do sistema financeiro nacional.

“ Se hoje o sistema financeiro nacional se destaca positivamente em todas as avaliações internacionais, com certeza temos um tributo a prestar a esse conselho e a todos que dele participaram, direta ou indiretamente, ao longo da sua história”, destacou Levy, na cerimônia de comemoração dos 50 anos do CMN.

Segundo o Ministro, olhando para o futuro podemos ver a continuidade do CMN na regulação do sistema financeiro internacional em conjunto com as inovações tecnológicas, das transformações sociais, rumo a um horizonte mais dinâmico e inclusivo.

Para Levy, setores como o agronegócio, prosperaram com o efeito normativo do conselho.

*Agência Brasil

Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, reconhece importância do CMN na estabilização da economia do Brasil. (Foto:Divulgação/Agência Brasil)

Comentários