12/09/2008 07h41 – Atualizado em 12/09/2008 07h41

Assessoria de Comunicação

As indústrias de Mato Grosso do Sul já exportaram de janeiro a agosto deste ano 89% de tudo que foi exportado pelo setor nos 12 meses do ano passado, conforme levantamento do Radar Industrial, produzido pela Diretoria de Gestão Estratégica da Assessoria de Economia da Fiems – Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul –, com base no MDIC (Ministério do desenvolvimento, Indústria e Comércio).

O valor obtido com as vendas externas efetuadas pelas indústrias de Mato Grosso do Sul nos oito primeiros meses de 2008 alcançou US$ 267,2 milhões contra os US$ 300,6 milhões registrados pelo setor em 2007. Na avaliação do Radar Industrial, os dados indicam que já ao fim de setembro deste ano o setor industrial do Estado superará o volume total de suas exportações no ano de 2007.

Na comparação dos dados relativos às exportações do setor industrial de Mato Grosso do Sul entre janeiro a agosto de 2008 com igual período de 2007, constatou-se uma expansão nominal de 24,3%, saindo de US$ 215,1 milhões para US$ 267,2 milhões. O desempenho das exportações de produtos industrializados do Estado na comparação do mês de agosto de 2008 com agosto de 2007 apresenta um crescimento nominal ainda maior, ou seja, de 30,8%.

Em valores, as exportações provenientes das indústrias de Mato Grosso do Sul saíram de US$ 37 milhões em agosto de 2007 para US$ 48,4 milhões em igual mês de 2008. O Radar Industrial constatou ainda que as importações realizadas em 2008 com o objetivo de expansão da capacidade produtiva aumentaram ainda mais com relação ao último período divulgado.

Se de janeiro a julho de 2008 as compras de bens de capital haviam aumentado em 157,4% quando comparado com igual intervalo de 2007, a expansão de janeiro a agosto apresentou, na mesma comparação, um crescimento de 187,3%, saindo de US$ 21,7 milhões nos oito primeiros meses de 2007 para US$ 62,2 milhões no período encerrado em agosto de 2008.

O mesmo comportamento se verifica com relação aos bens intermediários de utilização industrial, que aumentaram sua expansão em três pontos percentuais em relação ao último período divulgado. De janeiro a agosto de 2008, a importação de tais produtos aumentou 50,3% em relação ao mesmo período de 2007, saindo de US$ 348 milhões para US$ 523,1 milhões.

Exportações

As exportações de Mato Grosso do Sul aumentaram em 73,3% no mês de agosto deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto em agosto do ano passado as exportações do Estado totalizaram US$ 123,5 milhões, no mês passado Mato Grosso do Sul obteve US$ 214,1 milhões com a venda de produtos para o exterior.

O desempenho coloca o Estado na 13ª colocação no ranking da exportação para o mês de agosto, ficando atrás apenas de São Paulo (1º), Minas Gerais (2º), Rio de Janeiro (3º), Rio Grande do Sul (4º), Paraná (5º), Pará (6º), Espírito Santo (7º), Santa Catarina (8º), Bahia (9º), Mato Grosso (10º), Goiás (11º) e Maranhão (12º).

No ano, as exportações somam US$ 1,45 bilhão e, comparando com igual período do ano anterior, verificou-se uma variação de 65,3%, sendo que esse desempenho das exportações foi o melhor já registrado desde o ano 2000. Em 12 meses, o total exportado alcança o volume de US$ 1,87 bilhão, apontando para uma expansão de 51,12% sobre igual período encerrado em agosto de 2007. O resultado indica que a tendência de expansão foi mantida uma vez que nos 12 meses encerrados em julho o crescimento verificado sobre igual período do ano anterior havia sido de 44,27%.

Os produtos de maior destaque no mês foram grãos de soja, carnes desossadas de bovino (congeladas) e resíduos sólidos da extração do óleo de soja, totalizando US$ 104,3 milhões ou 48,8% de tudo o que foi obtido com as vendas externas. O preço da unidade física exportada por Mato Grosso do Sul foi igual a US$ 0,34, quando comparado com igual mês do ano anterior se verificou uma variação nominal de 68,6%.

Na mesma comparação, o volume físico total exportado apresentou crescimento de 2,75%. Em agosto, segundo o grau de elaboração dos produtos, constatou-se que as exportações de básicos foram de US$ 165,2 milhões, enquanto os industrializados totalizaram US$ 48,3 milhões. Em termos de categoria de uso, as exportações de janeiro a agosto foram US$ 0,621 milhões de bens de capital, US$ 1,01 bilhão de bens intermediários, US$ 439,1 milhões de bens de consumo e de US$ 0,145 milhões de combustíveis e lubrificantes.

Importações

Em agosto, as importações do Estado do Sul totalizaram US$ 368,4 milhões, indicando elevação de 86,1% sobre o mesmo mês do ano anterior. O desempenho coloca Mato Grosso do Sul na 11ª colocação no ranking da importação para o mês de agosto, enquanto no ano as importações somam US$ 2,3 bilhões e, comparando com igual período do ano anterior, verificou-se uma variação de 79,45%.

Já em 12 meses o total importado alcança o volume de US$ 3,2 bilhões com crescimento de 66,1%, enquanto no ano as importações somam US$ 2,31 bilhões e, comparado ao mesmo período do ano passado, verificou-se uma variação nominal de 79,5%. Os produtos de maior destaque no mês foram gás natural, catodos de cobre e fio texturizado de poliesteres, totalizando US$ 282,2 milhões ou 76,6% de tudo o que foi despendido com as compras externas.

O preço da unidade física importada por Mato Grosso do Sul foi igual a US$ 0,45, quando comparado com o igual mês do ano anterior se verificou uma variação nominal de 67,2%. Na mesma comparação, o volume físico total importado apresentou crescimento de 11,3%.

Em agosto, segundo o grau de elaboração dos produtos, constatou-se que as importações de básicos foram de US$ 263,08 milhões, enquanto os industrializados totalizaram US$ 105,3 milhões. Em termos de categoria de uso, as importações de janeiro a agosto foram US$ 62,2 milhões de bens de capital, US$ 523,1 milhões de bens intermediários, US$ 89,8 milhões de bens de consumo e de US$ 1,6 bilhão de combustíveis e lubrificantes.

Balança Comercial

No ano, o saldo da Balança Comercial de Mato Grosso do Sul totaliza um déficit de US$ 862,5 milhões, uma variação 110% sobre o mesmo período de 2007. Em 12 meses o resultado acumula um déficit de US$ 1,3 bilhão. O exercício de separação do volume gasto com as compras do gás natural da Bolívia aponta de maneira mais realista o desempenho do Estado no comércio exterior, uma vez que a importação tem seu registro na sua totalidade para Mato Grosso do Sul mesmo com a maior parte de seu consumo se efetivando em outros Estados.

Por meio dessa separação, constatou-se que de janeiro a agosto de 2008 o saldo da Balança Comercial do Estado apresentou um superávit de US$ 772,3 milhões, apontando para uma expansão nominal de 82%. Em 12 meses, no mesmo tipo de avaliação, o resultado acumula um superávit de US$ 892 milhões, o que representa uma expansão nominal de 47% sobre igual período encerrado em agosto de 2007.

Comentários