Pescado estava no freezer de um rancho; polícia chegou ao local depois de uma denúncia de que os pescadores estavam usando o freezer sem permissão

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas, que trabalha na operação Ictiofauna, no Posto da Cachoeira Branca, localizado no rio Verde nas proximidades da usina São Domingos, no município de Água Clara, recebeu denúncia no domingo, 1, de que pescadores estariam utilizando um freezer sem a permissão do proprietário de um rancho para armazenar pescado.

A equipe foi ao local e encontrou no freezer, no alpendre do rancho, cinco peixes da espécie pintado e um exemplar dourado, que está com pesca proibida. Além disso, dois exemplares da espécie pintado estavam abaixo da medida estabelecida por lei, o que também é crime. Os Policiais fizeram diligências no rio no domingo e na segunda e não conseguiram encontrar os donos do pescado.

O pescado, pesando 30 kg, foi apreendido. A PMA tentou encontrar o proprietário do rancho, apesar da informação indicar que ele não estava envolvido e que há mais de uma semana não vai ao local. Porém, a ideia é, por meio dele, tentar chegar aos autores da pesca predatória.

A PMA continuará tentando identificar os pescadores. Se identificados, os infratores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Serão também multados administrativamente em valor de R$ 700 a R$ 100 mil. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Comentários