Dona da cachorra disse que homem aparentava estar bêbado e invadiu o quintal; já o agressor alega que foi mordido. Homem responderá por maus tratos e pode pegar cinco anos de prisão.

Cautela ao continuar – imagem pode ser perturbadora para algumas pessoas

Policiais Militares Ambientais de Aquidauana foram acionados hoje (29) por Policiais Militares que tinham detido um homem de 60 anos que teria matado uma cachorra a pauladas em uma residência na cidade de Anastácio.

A PMA foi à delegacia de Polícia Civil, onde a PM havia encaminhado a ocorrência, e a proprietária do animal afirmou que o infrator aparentava estar alcoolizado, entrou no quintal de sua residência e com um pedaço de madeira atacou a cachorra até matá-la.

O autor confessou o crime, mas afirmou que a cachorra o havia mordido. O infrator, residente em Anastácio, foi autuado e responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de dois a cinco anos de reclusão. A PMA efetuou um auto de infração administrativo e multou o acusado em R$ 3 mil.

CUIDADO – A imagem enviada pode ser perturbadora para algumas pessoas:

Comentários