28/02/2019 14h16

Além disso, o prefeito aproveitou para pedir verbas para demandas urgentes, como drenagem e pavimentação. O prefeito também insistiu na recuperação da BR-262, que teve até festa de início das obras, mas parou pouco depois de começar.

Redação

O prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, esteve em Brasília nesta quarta-feira (27), participando de reuniões com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deputados federais e senadores de Mato Grosso do Sul para tratar de obras em unidades de saúde e emendas parlamentares de 2019 que serão destinadas nos próximos dias.

Emendas são recursos reservados pelo Governo Federal e destinados pelos ministérios e pelas bancadas para atender os segmentos de saúde, educação, assistência social, agricultura e várias outras áreas. Guerreiro também conversou sobre recursos pendentes para serem investidos principalmente em infraestrutura de Três Lagoas.

No Ministério da Saúde, acompanhado da senadora Simone Tebet e do deputado Eduardo Rocha, Guerreiro despachou com Mandetta. Apresentou solicitações e projetos que incluem construção, ampliações e reformas em unidades de saúde em vários segmentos e investimentos para aquisição de equipamentos. O Ministro, que é sul-mato-grossense, já repassou todas as reivindicações aos assessores e determinou atenção especial.

No Congresso Nacional, Guerreiro tratou com parlamentares sobre investimentos em vários setores incluindo drenagem e pavimentação. O prefeito se reuniu logo pela manhã no Senado Federal com a Senadora Soraya Thronicke para tratar de assuntos pendentes de 2018 e que passam a ser administrados pela Parlamentar. Falaram sobre os principais problemas de Três Lagoas e as necessidades de investimentos.

Na Câmara Federal reuniu-se com a deputada Rose Modesto e com o deputado Beto Pereira. Aliados políticos, eles trataram sobre assuntos do Estado e investimentos em Três Lagoas.

BR-262

O prefeito também voltou a cobrar a retomada das obras da BR-262. Segundo ele, o deputado Beto Pereira será o interlocutor da região para tratar sobre a “Rodovia da Morte”.

O deputado separou todas as informações sobre o assunto e se comprometeu a ir até o Ministério dos Transportes para trabalhar na retomada das obras da rodovia, que pararam pouco depois de começar.

Foto: Divulgação

Comentários