No momento em que se fazia o resgate dos cães, a proprietária da residência chegou e ainda desacatou os Policiais. A mulher, de 39 anos, recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia de Crimes Ambientais

Depois de diversas denúncias de protetores e outras pessoas, versando sobre maus tratos a cachorros em uma residência no bairro Vila Alba, Policiais Militares Ambientais de Campo Grande foram ao local, ontem (21) à tarde. Em frente à residência estavam Policiais Civis da Delegacia de Meio Ambiente e Turismo (DECAT), que tinham recebido a mesma denúncia.

DEBILITAÇÃO EXTREMA

Depois de avaliação de risco de morte aos animais, pois os bichos estavam extremamente debilitados e não se avistava alimento e água, e como havia placa de venda da residência, que parecia abandonada, optou-se por entrar e resgatar os cães. Com o acesso aos cachorros, percebeu-se que eles estavam cheios de carrapatos, um praticamente não conseguia andar, devido a desnutrição, outro estava cego e todos já aparentavam sinais de doenças, devido a situação de penúria.

No local havia muitas fezes espalhadas cujos odores ultrapassavam os limites da residência. Não havia alimento nas vasilhas e os cachorros comiam goiabas que caiam de uma planta no local. Nos muros e em vários locais em que estavam os bichos havia carrapatos cheios de sangue, que passavam também aos muros dos vizinhos.

VOZ DE PRISÃO

A perícia foi chamada ao local. No momento em que se fazia o resgate dos cães, a proprietária da residência chegou e ainda desacatou os Policiais. A mulher, de 39 anos, recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia de Crimes Ambientais (DECAT), onde foi autuada por maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção. A infratora também foi autuada administrativamente pela PMA e multada em R$ 6.000,00. Os cães foram entregues aos cuidados de uma médica veterinária do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Assessoria de Comunicação

Comentários