23/01/2012 17h19 – Atualizado em 23/01/2012 17h19

Santa Casa e Hospital do Câncer na Capital, e o Evangélico de Dourados podem fazer troca

Correio do Estado/R7

Usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) que possuírem implante mamário de silicone das marcas PIP (Poly Implant Prothèse) e Rofil e com recomendação médica para a realização de cirurgia reparadora de troca de uma ou das duas próteses podem procurar a Santa Casa, o Hospital do Câncer Alfredo Abraão na Capital e ainda o Hospital Evangélico em Dourados para realizar as trocas. As três instituições estão presentes na lista dos 371 serviços de saúde habilitados em cirurgia reparadora pelo SUS.

A orientação do Ministério da Saúde é o que o procedimento de troca das próteses seja realizado, em princípio, pelo serviço de referência onde o implante inicial ocorreu e de acordo com as diretrizes técnicas definidas pelo ministério na última semana.

Os pacientes que estiverem distantes do médico ou do estabelecimento que realizaram o implante poderão procurar um destes 371 serviços de saúde que oferecem cirurgia de média ou alta complexidade ou, ainda, qualquer unidade de saúde ou Centro de Especialidades do SUS mais próximo para a avaliação do implante e das condições de saúde do paciente e o devido encaminhamento à unidade que realizou o procedimento cirúrgico inicial.

De acordo com as diretrizes técnicas estabelecidas, todos os usuários do SUS – e também os da Saúde Suplementar (planos de saúde) – que possuírem implante mamário de silicone das marcas PIP ou Rofil e que apresentarem sinal ou confirmação de ruptura de uma ou das duas próteses deverão ser acolhidos pela rede de assistência pública ou conveniada ao SUS como também pelos operadores de planos de saúde.

Comentários