08/06/2017 22h14

Cerca de 80 policiais civis e militares estão percorrendo diversos bairros da cidade para coibir crimes. Equipes de policiais dividiram a cidade em três setores, que serão fiscalizados durante toda noite

Flávio Veras e Ricardo Ojeda

Está sendo realizada hoje (8) a Operação “Três Lagoas Tranquila”. A ação conta com a participação das duas forças policiais do município, a Civil e Militar; bem como funcionários da prefeitura, como por exemplo, o Conselho o Tutelar, Vigilância Sanitária, entre outros. De acordo com os comandantes das forças policiais, o trabalho reúne aproximadamente 80 agentes desses órgãos.

A operação envolve 60 militares, com o comando de sete oficiais. Da Civil, são 20 agentes e sete delegados. Para transportar esse efetivo, foram utilizadas 19 viaturas, além de quatro motos da PM. Com relação a Civil, são sete veículos. Por tanto, ao todo participaram dos trabalhos 31 automovéis.

OBJETIVOS

Os integrantes da ação se reuniram, por volta das 19h desta quinta-feira, na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar. No local, houve uma reunião onde o comandante do batalhão local, Coronel James Magno Silveira e o delegado regional, Rogério Market Faria, que anunciaram os pontos da cidade a serem fiscalizados e os objetivos da operação.

De acordo com o comando policial, a ação tem como foco combater a alta incidência de crimes como: tráfico de drogas, roubos, furtos, assaltos, flagrar pessoas foragidas da justiça e, até mesmo, prostituição infantil.

Além disso, os responsáveis ainda dividiram as equipes que estão percorrendo praticamente todos os bairros da cidade como: Vila Piloto, Residencial Orestinho, Novo Oeste, Nossa Senhora Aparecida, as vilas São João e Alegre, Jardim Pananapungá, Set Sul, ou seja, locais da cidade que apresentam maior incidência de crimes.

PRESO EM FLAGRANTE

Após as instruções, a reportagem do Perfil News acompanhou alguns bloqueios e abordagens. Nela, pode-se flagrar diversas motociclistas com a documentação de seus veículos de forma irregular. Conversando com a reportagem, os policiais relataram ainda que flagraram diversas pessoas que aparentavam estar sob o efeito de drogas.

No entanto, o caso mais importante até o momento do fechamento desta edição, foi relatado pelo delegado regional Faria. Um assaltante foi preso em flagrante no momento em que efetuava um roubo em uma residência.

OPINIÃO

Para a moradora da Vila Piloto, Gislaine da Silva, esse tipo de trabalho é “visto com bons olhos pela comunidade”. Ela acredita que quanto mais policiamento, menos criminalidade. “Eu confesso que levei um susto, pois é difícil ver tantos policiais aqui no bairro achei que tinha acontecido algo mais grave. Porém, eu creio que esse trabalho seja eficaz para a nossa segurança”, enfatizou.

A operação não tem hora para acabar. Durante a madrugada os policiais vão percorrer bares e boates com o objetivo de flagrar tráfico de entorpecentes e prostituição infantil.

Coronel James Magno Silveira foi um dos responsáveis pela ação conjunta e acompanhou a operação (Foto: Ricardo Ojeda)

Delegado regional, Rogério Market Faria, observa uma das abordagens durante a ação ocorrida na Vila Piloto. (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários