18/08/2014 10h05 – Atualizado em 18/08/2014 10h05

O objetivo da operação, conforme a PRF, foi dar segurança aos usuários da rodovia, durante evento que reuniu milhares de motociclistas na cidade

Léo Lima com PRF

Dezenas de condutores (a maioria motociclistas) estão, neste momento, na sede da Polícia Rodoviária em Três Lagoas, na Circular da Lagoa Maior, para resolver problemas oriundos de apreensão de documentação pessoal ou dos próprios veículos, originados durante a Operação Falco deflagrada pela PRF durante três dias na parte urbana da BR-262. Eles fazem parte dos 1.718 condutores pegos na ação, que fiscalizou ainda 1.712 veículos de quinta-feira (14) até ontem (17).

De acordo com a PRF, o objetivo da operação foi dar segurança aos usuários, especialmente na parte urbana da BR-262 durante evento que reuniu milhares de motociclistas em Três Lagoas. A ação resultou na prisão de 24 condutores de veículos embriagados e aplicação de 1.289 multas por infrações diversas.

A Operação Falco flagrou vários condutores que transitaram com seus veículos de forma irregular nas rodovias federais da região, principalmente motocicletas. Dos autos de infração, 105 foram lavrados por embriaguez e 703 por excesso de velocidade.

Também foram recolhidas 94 carteiras nacional de habilitação e 81 CRLV’s (licenciamento de veículos) e 146 equipamentos (eletrônicos, de informática etc) apreendidos.
Durante a operação, a PR atendeu ainda três acidentes com três pessoas feridas.

PERÍMETRO URBANO

A maior parte das infrações foi constatada no perímetro urbano da cidade, em uma extensão de apenas 10 km de rodovia federal, onde havia intensa concentração de motocicletas, inclusive em calçadas de postos de combustíveis e hotéis. Estes condutores utilizavam-se destes espaços para fazer ingestão de bebida alcoólica, manobras perigosas como “borrachão” e “zerinho”, chegando ao extremo de estourar pneus de algumas destas motocicletas ao final da manobra.

INSERÇÕES TÁTICAS

Foi verificado também aglomeração excessiva de pessoas em cima da pista próximo a estes estabelecimentos, com a presença inclusive de crianças e adolescentes. Casos de pessoas seminuas em veículos abertos e motos também foram verificados durante o período da festa.

A Polícia Rodoviária Federal, preocupada com esta situação e a fim de garantir a segurança das pessoas que se encontravam naqueles locais, assim como a livre circulação da via, realizou inserções táticas com seu Corpo de Motociclistas, Núcleo de Operações Especiais e Grupo de Policiamento Tático, a fim de coibir os excessos, dispersar a multidão e garantir a ordem pública.

Até a madrugada de domingo (17) foram fiscalizados 1.287 veículos, 1.288 pessoas, 316 testes de etilômetro realizados, além de 316 imagens de radar produzidas.

Batalhão da PRF postado em frente a um posto de combustíveis na avenida Ranulpho Leal, ondee havia grande concentração de pessoas: nos detalhes (esq.), flagrante de excesso de velocidade; (dir.) condutores, nesta manhã, na sede da PRF para resolver seus problemas (Foto: Léo Lima/PRF)

Vários motociclistas foram flagrados e muitos multados por infrações cometidas; algumas, por conduzir veículo alcoolizado (Foto: Divulgação)

Na sede da PRF, na Circular da Lagoa, condutores aguardam serem atendidos; dezenas foram autuados na operação (Foto: Léo Lima)

Comentários