02/11/2015 13h45 – Atualizado em 02/11/2015 13h45

Em Três Lagoas, 60 mil pessoas foram ao cemitério municipal

Estimativa é do coordenador do Cemitério Municipal de Três Lagoas João Sejópolis Filho, que contabilizou a presença de visitantes durante o fim de semana prolongado

Ricardo Ojeda

De acordo com o coordenador do cemitério municipal de Três Lagoas, João Sejópolis Filho cerca de 60 mil pessoas passaram pelo campo santo nos últimos três dias. Sejópolis, afirmou ainda que devido chuva, o movimento maior aconteceu na manhã de hoje. A reportagem do Perfil News esteve no local por volta das 10 horas e conferiu a grande movimentação, inclusive de veículos que congestionou o trânsito uns 20 metros da entrada do cemitério.

FATURANDO

Devido à grande movimentação, muitos aproveitaram para faturar guardando veículos, como foi o caso do aposentando, Francisco de Almeida, de 68 anos. Ele possui um terreno de 14.500 metros quadrados nas proximidades e há anos explora o local para servir de estacionamento. O espaço chega a acomodar 350 veículos por vez e pelo preço de R$ 5, para carro e motos, ele está conseguindo fazer seu pé de meia. Para isso, Almeida acordou cedo, por volta das 5 horas e marcou as vagas do terreno com cal para não confundir os motoristas, organizando o local. Auxiliado pelo seu irmão, disse que não tem o que reclamar, principalmente em tempos de crise.

MOVIMENTO 30% MAIS FRACO

Por outro lado, alguns metros que antecede a entrada de cemitério várias barracas foram instaladas para comercialização de bebidas, frutas, flores e velas. De acordo com Douglas Ribeiro Domingos, de 39 anos, o movimento se comparando ao ano passado está 30% mais fraco. Ele tem propriedade para fazer análise da situação pois há 10 anos ele explora a venda de velas, flores, doces, sucos, entre tantas outras opções, que mais parece uma mini shopping.

Domingos disse à reportagem que chegou por volta das 05hs30 e, embora existe grade movimentação de pessoas, porém não repercutiu nas vendas.

ATENDIMENTO

No interior do cemitério oito funcionários se revezavam, auxiliando os visitantes na localização dos túmulos e outros na limpeza.. Inclusive nos banheiros, haviam duas pessoas organizando a limpeza. Para desqualificar comentários que foram postados nas mídias sociais que não havia papel higiênico nos banheiros, o coordenador fez questão de mostrar à equipe de reportagem 15 fardos de papel higiênico, bem como 10 caixas de copos descartáveis.

CRUZEIRO E CELEBRIDADES

O local mais procurado pelos visitantes foi o Cruzeiro, e devido a grande movimento de pessoas que acenderam velas para reverenciar seus mortos, teve um momento que o fogo causado pelas velas se alastrou em grandes labaredas obrigando as pessoas se afastarem do local.

Os túmulos foram lavados e alguns decorados com flores. Dois desses chamaram a atenção dos visitantes, a de ex-senador Ramez Tebet, que havia algumas flores dentro de vasos, depositados ordeiramente sobre a lápide. Outro do lendário “Camisa de Couro”, que segundo a história foi um temido pistoleiro que agia em Três Lagoas. Ele foi morto após intensa troca de tiros em frente do prédio da antiga prefeitura.

A movimentação de visitantes durante o Dia dos Finados e no final de semana foi grande, calculado em 60 mil pessoas (Foto: Ricardo Ojeda)

Na entrada do cemitério foram montadas várias barracas de ambulantes que exploravam a vende de velas, flores, sucos e salgados (Foto: Ricardo Ojeda)

O aposentado Francisco de Almeida, de 68 anos possui um terreno de 14.500 metros quadrados nas proximidades e há anos explora o local para servir de estacionamento e disse que o movimento está bom (Foto: Ricardo Ojeda)

O ambulante Douglas Ribeiro Domingos, de 39 anos falou que o movimento se comparando ao ano passado está 30% mais fraco (Foto: Ricardo Ojeda)


O local mais procurado pelos visitantes foi o Cruzeiro e teve momento que o fogo causado pelas velas se alastrou com força obrigando as pessoas se afastarem (Foto: Ricardo Ojeda)

O túmulo do ex-senador Ramez Tebet foi um dos mais visitados por amigos e familiares (Foto: Ricardo Ojeda)

o túmulo do Camisa de Couro, lendário pistoleiro de agia em Três Lagoas também recebeu flores e velas (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários