07/05/2018 16h27

Garota tem 20 anos e ocupava o cargo de gerente. Polícia registrou o caso como estelionato

Lucas Gustavo

Em Três Lagoas, um homem de 42 anos, dono de uma lavanderia, acusa sua ex-funcionária, de 20, de ter desviado R$ 930.873,23 de sua empresa. A jovem trabalhou durante 1 ano e meio como gerente do estabelecimento e, há 4 meses, pediu demissão. Nesta segunda-feira (7), a vítima procurou a 1ª delegacia de Polícia Civil e prestou queixa sobre o ocorrido. O caso é tratado como estelionato.

Conforme o boletim de ocorrência, os desvios aconteceram por meio de saques e transferências de duas contas bancárias; uma que pertence a lavanderia e a outra ao empresário. Na delegacia, o homem disse acreditar que o namorado da jovem esteja envolvido nos crimes, já que se trata de um funcionário de uma das agências onde as movimentações eram feitas. As transações ocorreram durante um ano.

Em entrevista ao Perfil News, o empresário explicou que se deu conta do prejuízo sofrido após a ex-gerente se demitir. Ele pediu à reportagem para que seu nome e o de seu estabelecimento fossem preservados, temendo que a investigação seja prejudicada.

‘’Ela tinha acesso a tudo. Minha esposa sempre desconfiou, mas eu nunca. É um choque saber que a pessoa te levou quase R$ 1 milhão’’, afirmou o dono da lavanderia.

Recentemente, o homem conseguir falar por telefone com a mãe da acusada. Ela teria dito a ele que a filha continua em Três Lagoas e que, inclusive, havia acabado de comprar um terreno. O empresário também contou ao Perfil News que o salário da jovem era R$ 1.800,00.

Em busca de mais informações sobre o caso, a reportagem fez contato com o delegado Rodrigo Sperancin Lopes, que registrou a ocorrência. Ele relatou apenas que a Polícia Civil vai prosseguir com a investigação. Ainda não se sabe para qual distrito o boletim será encaminhado.

Ocorrência foi registrada hoje (20) na Polícia Civil. (Foto: Arquivo).

Comentários