26.2 C
Três Lagoas
domingo, 26 de setembro, 2021
InícioNotíciasTrês LagoasEm Três Lagoas ladrões invadem sistema da Sanesul e deixam mais de...

Em Três Lagoas ladrões invadem sistema da Sanesul e deixam mais de 15 bairros sem água

Só nesse ano foram registradas 12 invasões onde os meliantes furtaram cabos de alta tensão dos sistemas de abastecimento de água instalados em várias regiões da cidade

Mais uma vez o gerente da empresa de saneamento de Três Lagoas foi pego de surpresa com a invasão no sistema Vila Nova da Sanesul, ocorrido na madrugada deste sábado. De acordo com Adilson Bahia, ladrões entraram na unidade provavelmente na madrugada deste sábado e arrancaram os fios e cabos de alta tensão, afetando o fornecimento de água para vários bairros atendidos pela unidade, dos quais; Vila Nova, Jd. Cangalha, Jd. Alvorada, JK, Jd. Oiti, Atenas, Lapa, Santo André, Santa Julia, Paranapungá, Nova América, Interlagos e adjacências.

Conforme informou Adilson Bahia, gerente regional da Sanesul, só nesse ano as unidades da empresa já sofreram “visitadas” 12 invasões, causando prejuízos na ordem de aproximadamente R$ 30 mil à empresa. “Todas as ocorrências foram registradas na Delegacia de Polícia”, disse. “Tivemos que instalar, cabos de alta tensão, fios, equipamentos, além dos custos da mão de obra, hora extra, para o sistema voltar a operacionalizar”, informou.

Conforme foi relatado ao Perfil News as unidades afetadas pelos roubos foram; TLG-09, uma vez, enquanto os sistemas, TLG-027, TLG-034, TLG-036, duas vezes cada, assim como o sistema Santa Luiza e Sistema Vila Nova. O sistema Santa Terezinha também foi alvo da ação dos meliantes.

DECRETO MUNICIPAL

Essa ocorrência de furtos de fios e cabos elétricos vem acontecendo com grande frequência na cidade. Nos últimos meses a polícia tem tem registrado diversos furtos de fiação e cabos de energia (cobre) em imóveis particulares, assim como na iluminação pública, em especial das ruas que receberam iluminação de LED. Escolas, centros de educação infantil e outros órgãos públicos também foram alvos de bandidos que, acabam lucrando com a venda do material roubado por não haver exigência da apresentação de documentos, notas ou outros.

Por conta dessa situação o prefeito Angelo Guerreiro sancionou a Lei nº 3.791 que determina a proibição da comercialização desses materiais sem origem ou comprovação de destino.

A Lei determina que toda e qualquer pessoa física e jurídica que trabalhe com estes itens devem exigir a comprovação de origem do material, inclusive, cabos, fios, baterias e etc. O objetivo desta medida é reduzir os crimes de furto e roubo de fiação e materiais elétricos no Município e dar suporte às fiscalizações nos locais de compra e venda desses produtos. Porém a iniciativa do gestor do município para que não surtiu efeito, tendo em vista a continuidade das ocorrências na cidade, como esse que ocorreu na madrugada deste sábado no sistema de abastecimento Vila Nova.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.