14/11/2006 08h26 – Atualizado em 14/11/2006 08h26

Dourados News

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, assinou ontem convênio de cooperação técnica e financeira com o Instituto de Meio Ambiente Pantanal. O objetivo do convênio é a execução e implantação do projeto prioritário “Sistema de Informação Georreferenciado do Território do Estado de Mato Grosso do Sul”. Será desenvolvido um sistema de georreferenciamento do território do Estado de Mato Grosso do Sul, modelando e organizando as informações em um banco de dados georreferenciado, que auxilie o governo estadual na eficiente tomada de decisão sobre a implantação de projetos prioritários e estratégicos ao Estado, ligados ao agronegócio, vias de transporte, explotação mineral, manejo de solo etc. O pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária João Vila explica que atualmente o acompanhamento e a espacialização dos projetos estratégicos do governo do Estado envolvendo o mapeamento das informações são feitos, em sua grande maioria, manualmente. Os relatórios, mapas e imagens de satélite são recebidos na forma analógica, sendo que a tomada de decisão é efetuada pelos técnicos das secretarias, com base na análise dessa documentação. O sistema baseado em geotecnologias e sistemas inteligentes será um instrumento de gestão para auxiliar o governo a conciliar o desenvolvimento das atividades econômicas com o uso sustentável dos recursos naturais e contribuir com a conservação ambiental. “A passagem de um gerenciamento de informações efetuadas em meio analógico para um meio digital representa um ganho considerável no desenvolvimento sustentável do Estado”, diz Vila. O projeto também vai mapear o desmatamento, a cobertura vegetal e o uso da terra em 2006; avaliar a qualidade de imagens de satélites em áreas testes, visando mapear áreas degradadas e capacitar a equipe técnica de Mato Grosso do Sul. Os pesquisadores estimam que 56% das pastagens do Estado possuem diferentes estágios de degradação. A aplicação de tecnologias de informação está baseada no uso de software livre, desenvolvimento de software e uso das ferramentas de geotecnologias, como sensoriamento remoto, sistemas de informações geográficas, banco de dados georreferenciados, consultas e disponibilização de dados via web

Comentários