26/07/2019 09h13

Radares voltaram a operar após pagamento parcial da dívida

Gisele Berto

atualizado às 14h06 para acréscimo de informações

A Perkons, empresa responsável pela administração de radares e lombadas eletrônicas em todo o Mato Grosso do Sul, desligou ontem, 25, todos os seus 144 equipamentos de medição de velocidade no estado.

O desligamento ocorreu para cobrar uma dívida de R$ 16 milhões junto ao Detran que, segundo comunicado da empresa, não paga pelos serviços desde outubro do ano passado.

“Durante todo o período, a integralidade do contrato foi cumprida pela empresa que, repetidas vezes ao longo dos últimos nove meses, reiterou a importância da quitação das medições pendentes de pagamento desde outubro/2018. O órgão de trânsito foi comunicado através de cartas protocoladas, pois a falta de pagamento vinha causando desequilíbrio contratual, tornando onerosa e inviável a continuidade dos serviços nestas condições”, afirma o comunicado enviado ao Perfil News.

De acordo com a Perkons, no último dia 18 o Detran-MS teria sido informado que, caso o pagamento não fosse restabelecido num prazo de seis dias, os equipamentos seriam desligados e toda a prestação de serviço da empresa seria paralisada. “O prazo transcorreu sem que houvesse qualquer manifestação ou providência, permanecendo assim a inadimplência frente às obrigações contratuais”, continua a nota.

Dessa forma, desde ontem a empresa desligou os aparelhos e interrompeu a prestação de serviços em 18 municípios do estado, incluindo a Capital.

Em Três Lagoas, foram afetados os seguintes radares:

Av. Cap. Olinto Mancini x Av. Filinto Muller – Sentido Centro/Lagoa

Av. Cap. Olinto Mancini x Av. Filinto Muller – Sentido Lagora/Centro

Av. Filinto Muller x Av. Cap. Olinto Mancini – Sentido Campo Grande/Aeroporto

Av. Filinto Muller x Av. Cap. Olinto Mancini – Sentido Aeroporto/Campo Grande

Av. Cap. Olinto Mancini x Rua Elviro Mário Mancini – Sentido Bairro/Centro

Av. Cap. Olinto Mancini x Rua Elviro Mário Mancini – Sentido Centro/Bairro

Rua Elviro Mário Mancini x Av. Cap. Olinto Mancini – Sentido Bairro/Centro

Av. Cap. Olinto Mancini, Prox. Ao Nrº 2825 – Sentido Bairro/Centro

Av. Cap. Olinto Mancini, Prox. ao Nrº 2720 – Sentido Centro/Bairro

Av. Rosário Congro, Prox. ao Nrº 2875 – Sentido Bairro/Centro

Av. Rosário Congro, Prox. ao Nrº 2703 – Sentido Centro/Bairro

Rua Egídio Thomé, Prox. Ao Nrº2371 – Sentido Jupiá

ATUALIZAÇÃO

Procurada pela reportagem do Perfil News, a assessoria de imprensa do Detran afirmou que os radares não estariam desligados. “A dívida com a empresa está sendo equacionada e, segundo a Perkons, os equipamentos continuam em operação”, afirmou, em nota.

No entanto, ao ser apresentada à versão do Detran, a assessoria de comunicação da Perkons informou que a empresa “permanece com o mesmo posicionamento”.

Na tarde de hoje, 26, a Perkons divulgou uma nova nota, dizendo que “foi procurada no dia 25/07/2019 pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) com o compromisso de pagamento de parte da dívida, e o desligamento dos equipamentos foi suspenso”.

Continua a nota: “Hoje, 26/07/2019, detectamos o pagamento parcial do valor, e a prestação dos serviços objeto do contrato em questão será retomada ao longo do dia. A Perkons notificou novamente o órgão sobre a necessidade de um plano de quitação do montante devido num prazo de 10 dias”.

Lombadas eletrônicas voltaram a funcionar após pagamento parcial da dívida. Foto: Ricardo Ojeda.

Comentários