15/05/2018 13h44

A partir de 2 de julho de 2018 a atual versão será substituída

Redação

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) informa que em 47 dias a atual versão para a emissão de notas fiscais eletrônicas será desativada, ou seja, a partir de 2 de julho de 2018. A orientação é para que contribuintes emissores de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) – indústrias e empresas – façam a migração o quanto antes da versão do arquivo XML, para não ficarem impossibilitados de realizar suas operações de vendas. No Estado, a medida será aplicada a mais de 25 mil empresários.

O secretário da Sefaz, Guaraci Fontana, alerta sobre a importância de respeitar o prazo estipulado. “Esse é um projeto nacional e a data da desativação da versão 3.10 será aplicada em todo o País. A partir de 2 de julho as notas enviadas na versão antiga serão automaticamente rejeitadas, impossibilitando a impressão do Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (Danfe) e, consequentemente, as vendas”, destaca.

A Nota Fiscal Eletrônica é um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, com o intuito de documentar operações e prestações, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e autorização de uso pela administração tributária da unidade federada do contribuinte, antes da ocorrência do fato gerador.

(*) Correio do Estado

Gestor da NF-e, Eduardo Henrique Higa, reforça que os contribuintes devem atualizar seus sistemas o quanto antes. - Foto: Divulgação Portal MS

Comentários