19/11/2014 15h05 – Atualizado em 19/11/2014 15h05

Empresários voltam a Câmara para relatar dificuldade em receber pagamento pelos serviços prestados

Uma Força Tarefa deverá ser criada para tentar resolver o problema do não cumprimento financeiro do Consórcio com prestadores de serviços

Assessoria

Durante a sessão de terça-feira (18), o presidente da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas, Atílio D’ Agosto, ocupou a tribuna da Câmara para pedir apoio dos vereadores – assim como solicitou à prefeita – para resolver o problema do não pagamento de dívidas do Consórcio UFN3 com dezenas de empresários da cidade.

O objetivo é criar uma força tarefa, composta pelos empresários, prefeita e vereadores, para conseguir negociar/ sanar uma dívida de R$ 9 milhões, do consórcio com os empresários.

O montante refere-se a três meses sem pagamento de refeições, locação de alojamento, roupas, entre outros serviços, fornecidos, para o consórcio.

REPRISE

A dificuldade em receber dos representantes do consórcio já havia sido relatada neste ano, quando empresários estiveram na câmara e usaram a tribuna, durante uma sessão ordinária.

Na mesma época foi criada uma comissão para negociar com os representantes do Consórcio. Um documento garantindo a quitação daquela dívida e o pagamento em dia do fornecimento de novos materiais e serviços foi elaborado, mas o consórcio voltou a acumular dívidas com os empresários.

LEGISLATIVO À DISPOSIÇÃO

Há a informação dos representantes da Associação Comercial de que não há retorno algum por parte dos representantes do Consórcio sobre o pagamento das dívidas, todas as vezes que estes foram procurados.

O presidente da Câmara, vereador Jorginho do Gás, se colocou a disposição e disse a tribuna da Casa de Leis está sempre a disposição do grupo, sempre que necessário.

(*) Assessoria de Imprensa CMTLS

Durante a sessão, o presidente da Casa, vereador Jorginho do Gás, afirmou que a Câmara Municipal estará sempre à disposição dos empresários (foto: Divulgação)

Comentários