10/05/2013 14h34 – Atualizado em 10/05/2013 14h34

Foram apresentadas as propostas e reivindicações que serão propostas na carta de intenções, que será enviada para o IEL Nacional

Da Redação

Fortalecer e dar mais visibilidade à marca IEL. Esse foi o objetivo da reunião dos superintendentes do IEL da região Centro-Oeste, realizada durante a Caça Talentos Expo 2013, no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande. Com a presença dos superintendentes dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal, foram apresentadas as propostas e reivindicações que serão propostas na carta de intenções, que será enviada para o IEL Nacional.

Segundo o superintendente do IEL/MS, Bergson Amarilla, o encontro permitiu a interação de todos os projetos e serviços realizados pelo IEL no Centro-Oeste e que devem ser unificados em projetos comuns para o alinhamento dos trabalhos. “Vamos juntas as experiências do IEL da região com a realização de eventos como de estágio e gestão empresarial para criar projetos únicos, como é o caso da Caça Talentos Expo”, destacou.

Uma das reivindicações que deve ser encaminhada é a participação do IEL como instituto oficial de prestação de serviços de pesquisa do Sistema Indústria. “Dentro dos trabalhos que o IEL realiza está a expertise da pesquisa e nós queremos atuar de forma mais participativa junto ao Sistema”, ressaltou Bergson Amarilla.

Outro tema tratado foi o Fórum IEL de gestão empresarial, realizado em Cuiabá. O superintendente do IEL/MT, Nivaldo Carvalho, explica que o objetivo do fórum é trazer temas relacionados à inovação, competitividade e empreendedorismo voltado para executivos de empresas. O tema desse ano será a Copa do Mundo. “Para 2014, a proposta é realizar um evento em nível regional com temas e identidade extensivos à realidade de cada Estado”, disse.

Já o superintendente do IEL/DF, Marlon Nascimento, sugeriu a criação de balcão de atendimento do Sistema Indústria nos aeroportos das cidades da região Centro-Oeste para divulgar as realizações do IEL, assim como também do Sesi e Senai. “Essa é uma ação de transparência e que ao mesmo tempo permite a projeção das marcas junto à população”, afirmou.

(*) Com informações de Assecom Fiems

Comentários