Mesmo com os transtornos causados pela pandemia do novo Coronavírus, o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (PROCON-TL) manteve as ações e atividades em Três Lagoas, na garantia dos direitos do consumidor.

As ações foram desde fiscalizações, atendimento de denúncias à audiências de conciliação. Conforme o levantamento apresentado pelo assessor especial do PROCON-TL, Adenaldo Nunes, os atendimentos foram:

ATENDIMENTOS AO PÚBLICO: 1797 (média de 150 por mês)

AUDIÊNCIAS DE CONCILIAÇÃO: 1046 (média de 130 por mês)

PROCESSOS ANALISADOS EM 1ª INSTÂNCIA: 915 (média 76 por mês)

RELATÓRIO DE VISITA E FISCALIZAÇÃO: 111 (média de 9 por mês)

AUTOS DE INFRAÇÃO: 299 (25/mês)

AUTOS DE FISCALIZAÇÃO: 23

PESQUISA DE PREÇOS AO CONSUMIDOR: 22

Além disso, o PROCON-TL atendeu 14 ofícios solicitados pelo Ministério Público. “Tivemos um ano com algumas limitações por razão das exigências sanitárias e segurança devido à COVID-19, mas procuramos atender às demandas de maneira eficaz e dentro dos padrões”, explicou Adenaldo.

COVID-19

Ele ainda pontuou duas importantes ações em que a equipe do órgão foi parceira. “Estamos presentes nas ações do Comitê Anticrise de Enfrentamento à COVID-19, somando forças com as medidas de prevenção. Também estamos atuando em parceria com a Caixa no atendimento presencial no Ginásio Poliesportivo “Professor Eduardo Milanez” aos beneficiários do Auxílio Emergencial, o que é muito importante para todos nós”, completou o assessor.

Além disso, neste ano, o órgão arrecadou R$ 688.773,84, através do pagamento de multas e execuções de processo em defesa do consumidor.

Comentários