06/09/2019 15h32

Projeto, que deve se estender a outras ESF, tem como objetivo o plantio, cultivo e distribuição de plantas medicinais

Gisele Berto

A equipe do Posto de Saúde de Jupiá, literalmente, está plantando uma semente que pode germinar em várias unidades de saúde da cidade.

É o projeto Farmácia Viva, que tem como objetivo o plantio, cultivo e distribuição consciente de plantas medicinais.

Com a formação do canteiro simples, a equipe utilizou e valorizou uma área sem utilização da Unidade e a transformou em um cantinho especial para o cultivo das plantas. Coordenada por Rafaela Aparecida Horta, além do atendimento às famílias do Jupiá, a ESF do Jupiá também atende as famílias do Pontal do Faia e do Cinturão Verde.

Segundo a farmacêutica da Unidade, Elaine Pereira Cavassani, a “Farmácia Viva” surgiu graças ao apoio de toda a equipe e também da parceria com o Programa de Educação Ambiental – PEA, mantido pela Suzano Celulose e Papel.

A ideia foi colocada em prática graças à equipe da Caravana Ambiental, uma empresa terceirizada da Suzano. Eles ajudaram no aproveitamento do espaço e preparação adequada do solo.

“Podemos dizer e eu acredito muito que isto aqui é um projeto simples, mas muito importante para a saúde e deveria existir em toda a nossa Cidade”, disse Elaine, ao apresentar uma série de plantas medicinais, já plantadas na “Farmácia Viva”.

“Estas plantas ajudam muito na cura de muitas patologias”, comentou ao mostrar pequenas mudas de manjericão, alecrim, erva cidreira, “ora pro nobis”, aranto, boldo, hortelã, poejo, babosa e outras.

No projeto “Farmácia Viva”, a farmacêutica Elaine Cavassini pretende também ensinar no manejo das plantas medicinais, criação de mudas, como fazer o chá, como secar as folhas, “enfim como aproveitar, de modo adequado e consciente, estas riquezas naturais tão importantes para a nossa saúde”, completou.

A Unidade de Saúde da Família “Jupiá” é localizada na Rua Alfa, número 855, beirando a linha férrea.

Foto: Divulgação

Comentários