24/01/2012 13h26 – Atualizado em 24/01/2012 13h26

A prevenção à obesidadade na infância e adolescência será o tema prioritário do programa em 2012

Correio do Estado

Escolas de 32 municípios de Mato Grosso do Sul aderiram ao Programa Saúde na Escola, que levará até as instituições de ensino de 2,2 mil municípios do País médicos, enfermeiros e dentistas das unidades básicas de saúde. Obesidade infantil é o tema da primeira edição da semana de Mobilização Saúde na Escola, que acontecerá de 5 a 9 de março. Onze milhões de estudantes de 50 mil escolas públicas brasileiras terão as condições de saúde avaliadas.

O anúncio foi feito ontem pela presidente Dilma Rousseff, no programa de rádio Café com a Presidenta.

Em Mato Grosso do Sul, 309 escolas públicas vão receber as equipes de saúde. O governo federal destinou R$ 1,1 milhão para os municípios do Estado. Campo Grande recebeu R$ 67 mil para implementar as ações.

Dos 32 municípios contemplados no Estado, Dourados e Sidolândia foram os que receberam maior volume de recursos – R$ 107,2 mil e 103,8 mil respectivamente. Corumbá recebeu R$ 93,8 mil para desenvolver o programa.

Saúde na Escola

A prevenção à obesidadade na infância e adolescência será o tema prioritário do programa em 2012.

A iniciativa vai envolver alunos com idade entre 5 e 19 anos. Equipes de Saúde da Família irão até as escolas para examinar as crianças e adolescentes. “Reduzindo a obesidade infantil, vamos prevenir outras doenças que podem ocorrer no futuro, como hipertensão e diabetes”, disse a presidente no programa de rádio.

Uma em cada três crianças com idade entre 5 e 9 anos estão com peso acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, segundo a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), realizada entre 2008/2009 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice de jovens de 10 a 19 anos com excesso de peso passou de 3,7%, em 1970, para 21,7%, em 2009.

Comentários