18/11/2014 11h19 – Atualizado em 18/11/2014 11h19

Apresentação da Cia Azul Celeste de São José do Rio Preto/SP é inspirada em obra beckettiana

Assessoria

Nesta terça-feira (18), às 20h no Anfiteatro da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS – Unidade I – próximo ao exército, a “Semana Cultural – MS em Cena – 8.ª Representação” recebe o espetáculo teatral tragicômico “MundoMudo”.

O espetáculo da Companhia Azul Celeste de São José do Rio Preto/SP trás um desenho trágico da personalidade humana e expõe o avesso do homem em sua mais singela dor.
Sob a direção de Georgette Fadel, o espetáculo tem a classificação indicativa de 14 Anos, duração de 80 minutos e investiga a relação cultural entre o velho e o novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea.

A peça faz ainda uma reflexão sobre tudo o que nós aprendemos como valor, crença, cultura, seja numa dimensão maior ou menor, tornam-se nossas origens de referências que irão comandar nossa consciência e esta determinará nosso comportamento.

A organização pede que o público interessado em prestigiar o espetáculo deverá retirar os ingressos com uma hora de antecedência, pois o Anfiteatro comporta um total de 234 lugares.

ELENCO

A autora do roteiro dramatúrgico é Cintia Alves, o elenco é composto pelos atores Jorge Vermelho e Henrique Nerys. Conta ainda com a direção musical de Raphael Pagliuso Neto, sonoplastia de Jorge Vermelho e Raphael Pagliuso Neto, iluminação de Jorge Vermelho e Reni Trombi, cenário e maquiagem com concepção de Jorge Vermelho e figurino de Linaldo Telles.

MS EM CENA

A “Semana Cultural – MS EM CENA – 8.ª Representação” objetiva promover o intercâmbio entre grupos teatrais da região de Três Lagoas/MS, do Estado de Mato Grosso do Sul e de outros grupos representativos de demais Estados e regiões do País.

Visa destacar e divulgar as atividades artísticas, promover a interação entre os processos de criações teatrais, valorizar as artes cênicas e incentivar as manifestações culturais produzidas no município de Três Lagoas e em Mato Grosso do Sul, formar público e plateia, conscientizando-os, e respaldar a inserção de novos fazedores cênicos.

(*) Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Três Lagoas

O espetáculo tem a classificação indicativa de 14 Anos, duração de 80 minutos e investiga a relação cultural entre o velho e o novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea. (Foto: Divulgação)

Comentários