12/06/2015 13h40 – Atualizado em 12/06/2015 13h40

Esportistas invadem área interditada e compromete andamento da obra de pista da Lagoa Maior

Mesmo o local estando interditado para caminhada, frequentadores não obedecem e andam sobre a pista, deixando marcas onde foi aplicada o material asfáltico, que terá que ser refeito, situação que atrasa o cronograma da obra

Ricardo Ojeda e Patricia Miranda

Acompanhe na galeria acima as marcas deixadas pelos esportistas (Fotos: Ricardo Ojeda)

Mesmo a prefeitura ter solicitado colaboração dos frequentadores da Lagoa Maior, para que respeitem o local que está em obra, os usuários não atenderam e passam pelo local, deixando marcas de pagadas e até de pneus de bicicletas. O problema vem ocorrendo com frequência, porém agora afetou o cronograma da obra que estava prevista uma etapa para ser entregue ainda nesta semana, agora terá alguns dias de atraso.

Dois profissionais da empresa JR Revestimentos, vieram de São Paulo para iniciar hoje a pintura emborrachada na parte que recebeu camada asfáltica. Porém o serviço de aplicação de lama asfáltica terá que ser refeito devido à “invasão dos esportistas” que, mesmo o local estar cercado, passam pelo local deixando marcas de pegadas no pavimento. “Todo o trabalho terá que ser refeito e isso vai atrasar a entrega dessa etapa da obra” disse com olhar desolado, Carlos Antonio, aplicador de pintura emborrachada.

Outro trabalhador que estava no local, foi mais ácido ainda no comentário, ao dizer que as capivaras que habitam o local são mais educadas que determinadas pessoas. “Os animais não passam no local e quando se aproximam basta um grito de advertência que elas se afastam, mas ao advertimos com educação uma pessoa, elas se irritam, chegam até nos xingar”, lamentou o mestre de obras.

PLACAS DE ADVERTÊNCIA

É perceptível que foram colocadas placas e a área foi cercada com telas para alertar os frequentadores, mas infelizmente não foi o suficiente para impedir a entrada e a destruição de um trabalho que é destinado ao benefício da população três-lagoense. Algumas dessas placas foram afastadas pelos próprios praticantes de caminhada para que haja um livre transitar pelo local, o que prejudica o desenvolver da obra.

“Pedimos às pessoas que respeitem a faixa de isolamento e as placas. Que tenham mais respeito e educação com a obra e principalmente consciência e ao avistarem, peço que desviem. Além do atraso no cronograma, pode faltar material, pois foi gasto em vão e deverá ser refeito, em um local que é um dos símbolos de Três Lagoas”, disse Carlos Antônio.

Carlos Antonio, da empresa JR Revestimentos, veio de São Paulo para iniciar hoje a aplicação de pintura emborrachada na parte que recebeu camada asfáltica, porém devido imperfeições na pavimentação vai ter que esperar refazer o serviço (Foto: Ricardo Ojeda)

Mesmo com placa e cercado as pessoas não respeitam e invadem o local onde está sendo aplicado lama asfáltica (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários