18/04/2013 10h28 – Atualizado em 18/04/2013 10h28

Estado prioriza vocação econômica de municípios e garante boas estradas para escoamento da produção

Da Redação

O governo do Estado está licitando as obras de pavimentação asfáltica das rodovias MS-010 e MS-162 e ainda a restauração asfáltica da MS-240, MS-162, MS-470 e MS-395. O objetivo é garantir boas estradas que atendam principalmente a vocação de cada região com suas atividades econômicas, e, desta forma, o escoamento ágil e seguro da produção. As intervenções contam com investimentos da linha de financiamento Logística, do programa “BNDES Estados” e contrapartida estadual. Os recursos somam R$ 100 milhões.

A pavimentação asfáltica vai contemplar a rodovia MS-010, a partir do entroncamento do anel rodoviário de Campo Grande até o distrito de Rochedinho, numa extensão de 17,4 quilômetros. Os investimentos são de mais de R$ 13 milhões. Esta região que engloba, o distrito e a comunidade quilombola Furnas do Dionísio é responsável por expressiva produção de leite, hortaliças e pequenos animais para o abastecimento da Capital. A obra vai ligar por via pavimentada aquela localidade ao núcleo urbano de Campo Grande, melhorando a renda familiar dos moradores e também o transporte coletivo público urbano e intramunicipal.

Com recursos de cerca de R$ 36 milhões, o governo estadual também vai asfaltar a MS-162 no trecho entre o distrito de Quebra Coco – em Sidrolândia – até a cidade de Dois Irmãos do Buriti. Serão mais de 32 quilômetros de asfalto novo, que irá beneficiar os moradores e impulsionar a atividade econômica local. A oito quilômetros do distrito está em operação uma usina sucroalcooleira que esmaga anualmente 340 mil toneladas de cana-de-açúcar e produz, no mesmo período, 15 mil m3 de álcool hidratado e 20 mil toneladas de açúcar.

No início do mês, em visita ao município de Sidrolândia para entrega de casas, o governador André Puccinelli já havia anunciado aos moradores a meta de executar esta importante obra viária na região.

RECAPEAMENTO

Quatro rodovias do estado serão beneficiadas com a recuperação asfáltica. O Estado vai recapear a MS-240, no trecho que vai do entroncamento da MS-377 (acesso a Inocência) até o entroncamento da BR-158/MS (Paranaíba), numa extensão de 85,80 quilômetros. Os recursos devem chegar a R$ 18 milhões. Nesta região existe a previsão de instalação de indústrias de laticínio, calçados, fios, cabos e condutores elétricos e ainda uma usina sucroalcooleira com investimentos na ordem de R$ 475 milhões. É um empreendimento que deve gerar pelo menos 2,3 mil empregos e que demanda infraestrutura rodoviária.

O recapeamento também chega para as rodovias MS-162 e MS-470. A recuperação começa a partir do entroncamento da MS-270, na Placa do Abadio, em Dourados, e ainda no entroncamento da BR-163 com o acesso a Douradina, numa extensão de quase 24 quilômetros. A obra conta com investimentos de cerca de R$ 10 milhões. O município de Douradina produz anualmente, 60 mil toneladas de milho e soja. Esta produção demanda acesso ao município de Dourados assim como o transporte de insumos, prestadores de serviços e estudantes.

Este trecho também facilita o acesso a áreas de produção dos distritos de Piraporã e Santa Terezinha, no município de Itaporã, com produção diversificada (grãos, granjas de suínos e de aves) de agricultores familiares e possibilita a ligação com o município de Maracaju. Os produtos cultivados em Itaporã, como o arroz, milho, soja e trigo, além da produção e abate de peixes, têm como destino o município de Dourados. Por outro lado, esta cidade que já produz fertilizantes, biodiesel, etanol e conta com frigoríficos necessita distribuir a produção para os municípios vizinhos.

A MS-395, entre Anaurilândia até o entroncamento da BR-267 com o município de Bataguassu, será recuperada. São pelo menos 66 quilômetros de recapeamento neste importante trecho que mobiliza o fluxo da produção do agronegócio. No município de Bataguassu está em implantação uma usina de açúcar e álcool e ainda um frigorífico, com investimento de R$ 600 milhões e geração de 1.750 empregos. Os investimentos chegam a R$ 23 milhões.

(*) Com informações de Notícias MS

O governo irá pavimentar as rodovias MS-010 e MS-162 e ainda a restaurar a MS-240, MS-162, MS-470 e MS-395 (Foto: Divulgação/Notícias MS)

Comentários