03/05/2018 08h37

Estagiários da Escola “Eufrosina Pinto” de Três Lagoas participam de formação do Núcleo de Educação Especial

Graduandos que acompanham crianças com necessidades especiais tiraram dúvidas e receberam orientações da psicóloga da REME

Redação

Estagiários da Escola Municipal “Professora Eufrosina Pinto” de Três Lagoas participaram de Formação com o Núcleo de Educação Especial (NUESP), da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), na manhã desta quarta-feira (02).

Segundo a professora coordenadora, Luzimeire de Oliveira Banegas de Lamare, a escola solicitou a palestra à SEMEC para fortalecer e enriquecer a prática educacional dos 13 estagiários graduandos em Psicologia, Pedagogia, Educação Física e outros do Ensino Médio que cuidam de alunos com necessidades especiais nessa unidade escolar.

“Nossos estagiários puderam tirar dúvidas; compreenderam a importância deles na escola e receberam orientações de como trabalhar com os nossos alunos especiais, melhorando ainda mais a prática de educação dessas crianças que conquistaram esse importante acompanhamento escolar”, explicou Luzimeire.

Para a psicóloga do NUESP, Ludmila Pesti Agutoli, “encontros como esses são muito positivos, pois explicamos as normas e condutas que os estagiários precisam seguir, além de orientá-los em como lidar com as crianças com necessidades especiais em suas crises, surtos e mal súbitos”, explicou.

Aproximadamente 24 crianças, das 615 entre 6 e 15 anos, recebem o apoio de estagiários na E. M. “Eufrosina Pinto”. Luzimeire explicou que os casos mais leves, tais como o de crianças diagnosticadas com Déficit de Atenção, por exemplo, contam com a ajuda do mesmo estagiário.

“Só casos que requerem atenção total do graduando como, por exemplo, autistas e deficientes visuais, que contam com o auxílio de um único estagiário. A contratação de mais profissionais está sendo providenciada e isso ajudará ainda mais os alunos”, afirmou a coordenadora.

(*) Assessoria de Comunicação

Graduandos que acompanham crianças com necessidades especiais tiraram dúvidas e receberam orientações da psicóloga da REME (Foto/Assessoria)

Comentários